Mi bebé y yo

Sexo durante a gravidez: o primeiro trimestre

( 0 votos) load
facebook twitter whatsapp

Pode fazer-se sexo durante a gravidez? O casal pode ter relações sexuais com toda a liberdade durante os três primeiros meses de gravidez, a menos que exista alguma contraindicação revelada pelo ginecologista.

As relações sexuais durante a gravidez não se devem abandonar. Não temos de ter medo de magoar o bebé: os pais podem ter sexo durante a gravidez em qualquer posição sem que o bebé ou a mamã corram qualquer tipo de risco. O colo do útero permanece fechado por completo durante toda a gravidez e não deixa chegar ao bebé absolutamente nada proveniente da vagina. Também se deve ter em conta que o líquido amniótico serve de amortecedor. Além disso, durante a penetração, o órgão sexual masculino não consegue chegar ao colo do útero, que permanece bem fechado. Tudo isto é assim sempre e quando não se trate de uma gravidez “de risco”, naturalmente.

Por outro lado, durante a relação sexual, o feto recebe alguns benefícios físicos: o seu batimento cardíaco diminui para aumentar logo em seguida, e os seus movimentos tornam-se mais lentos para voltar a dar pontapés imediatamente depois de se ter produzido o orgasmo da mãe. Convém, no entanto, evitar os movimentos violentos e não oprimir excessivamente o peito da mulher. A barriga continua plana e não tem por que limitar as relações sexuais. Ter sexo durante a gravidez também traz uma maior quantidade de sangue aos músculos da pélvis da mulher, o que permite que aumente a quantidade de oxigénio destinado à placenta e, portanto, o bebé obtém um maior bem-estar.

Sexo durante a gravidez: mudanças da mulher no primeiro trimestre

Durante o primeiro trimestre de gravidez inicia-se um intenso trabalho de adaptação ao futuro papel de mãe. Um bebé desperta emoções antagónicas. Por vezes, a ideia de ter um filho preenche tanto a mulher que durante a gravidez deixa de sentir desejo sexual.

No entanto, durante a gravidez, a pele tem mais brilho e transparência, os cabelos ficam mais espessos e brilhantes, e o peito e as ancas tornam-se mais arredondados. As transformações sofridas pelo seu corpo embelezam a mulher e fazem com que se sinta mais desejada durante o primeiro trimestre de gravidez.

Estes acontecimentos são devidos a um trabalho desempenhado pelas hormonas da gravidez, em especial os estrogénios e a progesterona. Também é devido a estas substâncias que a mulher sofre de enjoos, vómitos e cansaço durante as primeiras semanas, transtornos que não convidam a manter relações sexuais.

Mesmo assim, durante a gravidez aumenta a afluência de sangue aos genitais, o que faz com que a mulher esteja mais predisposta a ter relações sexuais. Além disso, o peito é estimulado pelas hormonas, fica mais tenso e mais sensível ao tato.

Sexo durante a gravidez: os medos do papá no primeiro trimestre

O futuro pai pode sentir-se intimidado por ter de enfrentar a nova vida que está a tomar forma no ventre da sua companheira e perder o interesse sexual.

Para evitar situações desagradáveis, o mais simples consiste em falar abertamente sobre o assunto em casal de modo a averiguar quais os motivos que levaram à perda de desejo.

Desta forma, podem descobrir-se os medos e dissipar-se as resistências.

(Também lhe interessa: 10 perguntas que tem vergonha de fazer ao seu ginecologista)

(Também lhe interessa: Ecografia das 12 semanas: a primeira ecografia)

  

 

Também lhe interessa

Sexo na gravidez: o primeiro trimestre | O Meu Bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)