scorecardresearch
Siga-nos
Mi bebé y yo
Doenças
Doenças

Esquisar doenças por inicial

a b c d e f g h i l m n o p q r s t u v

Escarlatina nas crianças: sintomas, contágio e tratamento

A escarlatina é a única doença exantemática causada por uma bactéria. Mas, quais são os seus sintomas? Como se produz o contágio? Qual é o tratamento? Oferecemos-lhe um completo guia prático.

A escarlatina é uma doença exantemática causada por uma bactéria, o estreptococo beta-hemolítico do grupo A, que pertence à mesma família dos gérmenes responsáveis pela amigdalite. Esta bactéria propaga-se através de contacto direto com mucosidade e saliva da criança infetada, através dos salpicos, consequência da tosse, os espirros ou simplesmente a fala, entra no organismo através das mucosas do nariz e da boca. Por vezes também pode ser transmitida através de objetos usados pela criança, como os brinquedos, etc. Os períodos de maior incidência coincidem com o final do outono, o inverno e a primavera.

Atualmente, a escarlatina manifesta-se cada vez com menor frequência e raramente é virulenta. De modo geral, é mais comum que se apresente de forma bastante ténue, que pode ser confundida com amigdalite, e é possível que apenas nos demos conta que a criança teve escarlatina ao fim de umas semanas, quando a pele começar a descamar.

É bastante raro que a escarlatina se manifeste em crianças com menos de dois anos, já que, habitualmente, é muito mais frequente na idade escolar.

Período de incubação

É normalmente breve, entre dois a cinco dias, ainda que nalguns casos possa ser apenas um dia ou prolongar-se durante uma semana.

Como se manifesta

Após o contágio, a escarlatina desenvolve-se rapidamente:

-Primeiro e segundo dia: começa de forma repentina, com febre alta, calafrios, dor de cabeça, vómitos, uma forte dor na garganta e amígdalas volumosas e avermelhadas. Os gânglios do pescoço e por baixo do maxilar inflamam e doem e a criança não tem apetite. Durante as primeiras 12-48 horas aparece o exantema, primeiro nas virilhas e depois nas axilas e no pescoço; passadas 24h, estende-se por todo o corpo.

(Também lhe interessa: Febre: o que fazer ao bebé com febre?)

-Do terceiro ao quinto dia: a pele fica coberta de pontinhos vermelhos minúsculos, muito próximos uns dos outros e com um pouco de volume, que lhes concede a aparência de papel de lixa. Estende-se às axilas, às pregas de pele dos cotovelos e às virilhas, até formar uma única mancha escarlate. Na língua, a habitual camada esbranquiçada começa a desaparecer, as papilas gustativas aumentam de tamanho e produzem aquilo a que os médicos chamam "língua em framboesa", devido à sua cor. A única zona que não é afetada é aquela que rodeia a boca. Ao fim de três ou quatro dias, começa a descamação.

-Do sexto ao oitavo dia: a febre desce e a criança sente-se melhor. Se a temperatura voltar a subir, indica que existe algum tipo de complicação.

-A partir do oitavo dia e durante um período de tempo relativamente longo: a pele começa a descamar em algumas zonas do corpo. Primeiro, começa na cara, depois desce para o tronco e por último afeta as palmas das mãos e as plantas dos pés.

Período de contágio

- A escarlatina é uma doença contagiosa enquanto duram os sintomas.

- No caso de seguir um tratamento com antibiótico, deixará de poder contagiar a partir das 48 horas seguintes à primeira toma do medicamento.

- A criança pode voltar à escola passados três dias desde o início do tratamento com antibiótico.

Quais são as complicações

Não existem complicações se a escarlatina for tratada de forma adequada e com os antibióticos correspondentes. Pelo contrário, se for descuidada, pode resultar em febre reumática e glomerulonefrite.

(Também lhe interessa: Varicela na criança: tudo o que deve saber)

A imunização

A doença é provocada por vários estreptococos, pertencentes a diferentes variedades; portanto, é possível contrair escarlatina várias vezes.

Como se combate

- O pediatra irá prescrever um antibiótico específico e fármacos antitérmicos.

É conveniente que a criança beba muitos líquidos, principalmente sumos de laranja, limão e toranja.

- Dado que a doença é causada por diferentes bactérias, a vacinação seria inútil e ineficaz.

Quando procurar o pediatra

Procure o pediatra imediatamente se:

- A criança não engole saliva e tem dificuldade para deglutir.

- A urina da criança tornou-se escura.

- Uma semana após o início do exantema, a febre volta a subir.

- A criança sente dor no ouvido e uma forte dor de cabeça que pode criar suspeita de sinusite, tem os brônquios inflamados ou dificuldade para respirar.

(Também lhe interessa: Doenças de crianças)




Também lhe interessa

Escarlatina nas crianças: sintomas, contágio e tratamento Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)

Registro