scorecardresearch
Siga-nos
Mi bebé y yo
Doenças
Doenças

Esquisar doenças por inicial

a b c d e f g h i l m n o p q r s t u v

Enjoos durante a gravidez: causas e tratamentos eficazes

facebook twitter whatsapp

Os enjoos são muito frequentes durante os primeiros meses da gravidez. Descubra porque surgem, se podem chegar a afetar o bebé e tome nota de algumas recomendações muito úteis para se sentir melhor.

Os enjoos, acompanhados pela falta de menstruação, são um dos primeiros sintomas de gravidez. Costumam afetar 60% das futuras mães e manifestam-se sobretudo durante os primeiros meses de gestação. Habitualmente, as náuseas estão associadas a vómitos e surgem quase sempre de manhã, ao acordar.

O que provoca os enjoos durante a gravidez?

-As variações hormonais na gravidez. No início, as mudanças hormonais são frequentes. Logo desde os primeiros dias, aumenta a gonadotropina coriónica (hCG), uma hormona produzida pela placenta e que regula o funcionamento das gónadas, as glândulas sexuais que produzem estrogénios e progesterona. Esta hormona também atua no centro das náuseas, que se encontra no hipotálamo (uma zona do cérebro). Após a 13ª semana de gestação, a gonadotropina coriónica começa a diminuir, as náuseas atenuam-se até desaparecerem.

- As defensas imunitárias. Segundo uma teoria recente, em algumas mulheres, as náuseas seriam produzidas por uma reação do sistema imunitário que entende o embrião como um corpo estranho e tenta deste modo combater a sua presença.

- A obstipação. As hormonas da gravidez influem no funcionamento do intestino, reduzindo os seus movimentos. Isto implica obstipação e também formação de gás, devido à fermentação dos alimentos que permanecem mais tempo no intestino, o que acentua as náuseas.

- Uma reação psicológica. As náuseas da gravidez nem sempre são devidas a fatores orgânicos, em alguns casos, a angústia excessiva da futura mãe pode ser a causa dos enjoos.

- A cinetose. No caso das grávidas que viajam, os enjoos podem advir da cinetose, mais conhecida como “enjoo no carro”. As causas não se encontram em desequilíbrios hormonais mas sim no sentido do equilíbrio. O labirinto é uma estrutura sofisticada do ouvido que regula o nosso equilíbrio. As turbulências, travagens bruscas e solavancos a que se sujeita o organismo quando se viaja, provocam uma incoerência entre aquilo que o ouvido percebe e a imobilidade do labirinto. Neste caso, o ouvido transmite essa sensação incómoda ao estômago, que dilata as suas paredes e provoca mal-estar.

Como aliviar as náuseas da gravidez?

- O primeiro passo para combater as náuseas é escolher os alimentos adequados durante a gravidez.

Prefira as refeições leves à base de fruta, verduras, peixe fresco, iogurte e cereais, que ajudam a regular o intestino e favorecem a digestão.

- É preciso também aumentar fornecimento de zinco. Este elemento encontra-se nas bananas, cereais integrais, peixe, leguminosas e lácteos, que também ajudam a combater a sensação de náusea.

- Outra forma para aliviar as náuseas, consiste em eliminar os alimentos com muitas especiarias, gorduras, fritos ou conservas em lata, que podem tornar a digestão mais lenta.

- Comer pouco e muitas vezes, ou seja, ingerir pequenas porções em intervalos de duas horas, é uma boa forma de prevenir as náuseas. Deste modo, o estômago não produz inutilmente os sucos gástricos responsáveis pelas náuseas.

- Evite beber quando acaba de acordar, mas procure ter perto de si alimentos secos e salgados como as tostas de pão, por exemplo. As náuseas costumam ser mais intensas ao acordar porque o estômago se encontra vazio. Um bom pequeno-almoço seria: quatro torradas acompanhadas de 60g de queijo fresco, temperado com duas colherzinhas de azeite virgem, e uma peça de fruta não demasiado ácida, como uma banana ou pera.

- Não tome bebidas doces durante o dia, uma medida que ajuda a prevenir as náuseas.

- Se lhe é difícil eliminar as náuseas, é aconselhável mastigar flocos de aveia ou uma chiclete.

- Evite os alimentos e cheiros desagradáveis já que potenciam os enjoos.É aconselhável arejar bem os espaços fechados, para evitar que os cheiros se concentrem.

- Os enjoos podem piorar se estiver cansada; arranje tempo para relaxar e fazer sestas, se puder.

- Experimente gengibre, um remédio alternativo que parece que acalma o estômago e ajuda com as náuseas, mas, antes de o tomar, pergunte ao seu médico.

- Experimente usar uma faixa de acupressão, uma pulseira anti enjoo de algodão macio, vendida em farmácias. É colocada no pulso para que o botão de plástico pressione o ponto de acupressão que se encontra sob o pulso. Este dispositivo, simples e barato, foi concebido para prevenir os enjoos no mar, mas já ajudou algumas mulheres grávidas no seu problema de náuseas, ainda que as investigações apontem para a hipótese de ter apenas um efeito placebo, ou seja, psicológico.

Os enjoos na gravidez afetam o bebé?

As náuseas e os vómitos costumam aparecer durante o primeiro trimestre da gravidez, mas em alguns casos, estendem-se e podem converter-se num inconveniente para aumentar de peso. Se este for o seu caso, não se preocupe, já que a natureza é sábia e o seu organismo nunca provocará uma reação que possa fazer mal ao bebé. Mesmo quando a mãe não consegue alimentar-se de modo normal, devido às náuseas e vómitos, o bebé cresce a partir das substâncias indispensáveis extraídas das reservas do organismo materno. Raramente os vómitos da gestação, mesmo quando acentuados, causam desnutrição ao bebé.

(Também lhe interessa: Doenças na gravidez)

(Também lhe interessa: É seguro usar Primperan durante a gravidez?)




Também lhe interessa

Enjoos durante a gravidez: causas e tratamentos eficazes | O Meu Bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)

Registro