Mi bebé y yo

Andador: como deve ser?

( 0 votos) load
facebook twitter whatsapp

O bebé aprende a pôr-se de pé e a dar os seus primeiros passos quando tem cerca de um ano de idade ou passados alguns meses. É bom estimulá-lo para que aprenda a andar? O andador favorece o seu desenvolvimento? Explicamos-lhe tudo!

Cada criança se desenvolve de forma diferente e algumas aprendem a andar mais cedo e outras mais tarde. Normalmente os bebés aprendem a sentar-se sem ajuda e a gatinhar nalgum momento do segundo trimestre. Mais tarde, perto do ano de idade ou alguns meses depois, começa a andar com apoio até que, pouco depois, começa a andar sozinho.

Atualmente existem muitos acessórios que ajudam a estimular a aprendizagem da marcha na criança. O andarilho e o andador são alguns destes utensílios. Mas será que são todos bons para ajudar a criança a caminhar? Os pediatras e os ortopedistas recomendam alguns produtos, enquanto desaconselham o uso de outros.

(Também lhe interessa: Quando e como começa a gatinhar)

O andarilho: sim ou não?

O andarilho é uma armação metálica circular com um assento de lona e com quatro pés com rodas que se utiliza quando o bebé mostra o desejo de começar a andar. No entanto, segundo os pediatras e os ortopedistas, o andarilho não ajuda o bebé a aprender a andar. Embora este utensílio fortaleça as canelas e tornozelos da criança, ela como vai sentada, não tem de utilizar as coxas nem os músculos das ancas, imprescindíveis para aprender a andar. Além disso, o andarilho impede o desenvolvimento do gatinhar, um exercício muito benéfico para a criança antes de começar a andar. Segundo os especialistas, se a criança utiliza o andarilho muito frequentemente este pode chegar a causar-lhe malformações nos joelhos e pés.

(Também lhe interessa: Andarilhos para bebés: são prejudiciais?)

O andador e as motas

As motas e andadores, segundo a opinião dos pediatras e ortopedistas, são utensílios melhores que o andarilho quando se pretende estimular o andar do bebé. Vejamos as diferenças entre ambos:

  • Andador: é um carrinho que o bebé vai empurrando à velocidade que deseja e que melhora a estabilidade do pequeno quando se encontra de pé.
  • Motas e afins: pode definir-se como "o primeiro veículo" da criança, na qual vai sentada e avança impulsionando-se com os pés.

Ambos os produtos favorecem a motricidade do pequeno, permitem-lhe ganhar confiança por se sentir mais estável e, além disso, servem de jogo simbólico, no qual pode passear os seus bonecos e guardar outros brinquedos.

(Também lhe interessa: 5 Brincadeiras para melhorar a motricidade grossa e fina)

Como deve ser o andador?

O andador está pensado para que a criança o utilize a partir dos sete ou oito meses de idade, quando já é capaz de sentar sozinho e dar os primeiros passos. Não obstante, é importante ter em conta a segurança do produto antes de o adquirir, pois é habitual que os bebés caiam e tenham acidentes com eles, pelo que convém ter em conta que estes devem cumprir a norma europeia EN 1273 que regula as características que deve cumprir este produto. Deve ter em conta:

  • Que as arestas e esquinas sejam arredondadas.
  • Que a altura do assento na posição mais baixa tenha um mínimo de 18 cm.
  • Que seja muito estável e resistente, para evitar que catapulte.

(Também lhe interessa: Primeiros passos: ajude-o a andar)

O seu filho usa ou usou algum utensílio para aprender a andar? Como foi? Partilhe a sua opinião com as outras mamãs!

 

Também lhe interessa

Andador: como deve ser? | O Meu Bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)