Mi bebé y yo

Prostaglandinas: o que são e como se utilizam para induzir o parto

( 0 votos) load
facebook twitter whatsapp

As prostaglandinas são um conjunto de substâncias capazes de favorecer a maturação do colo do útero e desencadear as contrações que dão início ao trabalho de parto. Descubra mais sobre a sua ação natural e o seu emprego para a indução do parto.

As prostaglandinas são substâncias lipídicas, de funções similares às de uma hormona, que estão presentes em diferentes fluidos e tecidos do organismo, incluídos alguns dos implicados na reprodução humana, como o útero e o sémen.

No campo da obstetrícia, as prostaglandinas intervêm no desencadeamento das contrações e parto e usam-se, em forma de fármaco, para provocar ou induzir o parto em caso de necessidade.

(Também lhe interessa: Sintomas do parto)

Funções das prostaglandinas

As prostaglandinas têm diferentes usos no campo da medicina, e não se empregam apenas para a indução do parto, como também para expulsão do feto em caso de morte fetal, ou também em caso de aborto.

Não obstante, as prostaglandinas intervêm de forma natural em diferentes processos orgânicos, tais como:

  • A vasodilatação.
  • A regulação do sistema imunitário.
  • A regeneração celular.
  • A estimulação das terminações nervosas da dor.
  • A geração de defesas do estômago contra o ácido gástrico.
  • A contração da musculatura lisa, como a do útero.
  • Libertam-se durante a menstruação, para favorecer o desprendimento do endométrio. De facto, as dores de período podem tratar-se com inibidores da libertação de prostaglandinas.
  • Intervêm na regulação da temperatura corporal.
  • Intervêm na descida da tensão arterial, dado que facilitam a eliminação de substâncias no rim.

Prostaglandinas e gravidez

Numa gravidez normal, as prostaglandinas sintetizam-se nas membranas fetais, na decídua, no miométrio e na placenta. A produção destas substâncias realiza-se em quantidades proporcionais à fase da gravidez de modo que, no final da gestação, produzem-se mais prostaglandinas do que no primeiro trimestre. A inibição vai diminuindo progressivamente. Assim, no terceiro trimestre, é mais fácil induzir o parto do que no segundo e no primeiro trimestres.

Prostaglandinas na indução do parto

A partir das 41 semanas mais três dias a maioria dos hospitais opta pela indução do parto para evitar superar o período de termo da gestação, pois estima-se que seja o mais aconselhável.

(Também lhe interessa: Passou o tempo! O que fazer?)

Para induzir o parto, em primeiro lugar, recorre-se ao uso de gel à base de prostaglandinas dado que, como dissemos, provocam a atividade contrátil do útero. Ainda assim, pode recorrer-se à administração de outras substâncias, como a oxitocina, para acelerar a dilatação. Por outro lado, a rotura da bolsa amniótica também acelera as contrações, pois leva à libertação de uma grande quantidade de prostaglandinas.

Em jeito de curiosidade, podemos sublinhar que, quando a gravidez chega a termo, a gestação é normal e não acarreta nenhum risco que tenha sido advertido pelo ginecologista que acompanha a gravidez, as relações sexuais podem ativar as contrações, dado que o líquido seminal também contém prostaglandinas.

Também lhe interessa

Prostaglandinas: o que são e como se utilizam para induzir o parto Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)