O meu bebé

Antecipar o parto com métodos naturais

Ao chegar às 38 semanas de gravidez, o bebé poderia nascer a qualquer momento. No entanto, também poderá adiar a sua chegada durante até mais quatro semanas. Há formas de antecipar o parto sem riscos?

Quando a gravidez chega às 38 semanas, diz-se que se trata de um parto a termo. Tal significa que o feto já está completamente formado e maduro para nascer sem necessidade de tratamentos específicos nem de ficar na incubadora. No entanto, a gravidez dura, em média, 40 semanas, embora também se possa alargar até às 42 semanas, no máximo, antes dos médicos optarem por provocar o parto de forma artificial.

Quando a mamã chega às 40 semanas de gestação já está muito pesada e com vontade de ter o bebé nos seus braços. Por isso, muitas veriam com bons olhos a antecipação do parto, desde que tal não acarrete nenhum risco para o bebé ou para a mãe.

O parto acontece justamente quando a mamã e o bebé estão no melhor momento para viver esta experiência. Por isso, é sempre melhor deixar a natureza seguir o seu curso natural. No entanto, podemos tentar antecipar o parto com as seguintes “técnicas”:

 

fases parto

 

Técnicas naturais para adiantar o parto

Em seguida vamos contar-te algumas das técnicas naturais mais usadas para conseguir antecipar o parto.

Fazer amor com frequência

Ter relações sexuais de forma frequente durante a última semana de gravidez é um dos melhores métodos se se quiser facilitar o parto de uma forma natural e agradável.

Acontece assim porque a atividade sexual estimula mecanicamente o colo do útero, o que favorece a sua dilatação. Além do mais, tal como o exercício físico, o sexo aumenta os níveis de oxitocina.

Por outro lado, o líquido seminal masculino contém elevadas quantidades de prostaglandinas. A ação desta substância pode dar início às contrações.

Se fazer amor é um pouco difícil quando a gravidez chega às suas últimas semanas, podes recorrer à estimulação das zonas erógenas e aos jogos eróticos que mais vos agradarem.

Caminhar duas horas por dia

O exercício físico é um remédio natural e efetivo para antecipar o parto. Os exercícios de respiração, o yoga, os passeios, as tarefas domésticas e qualquer atividade contrária ao sedentarismo irá estimular a produção de oxitocina e o adequado posicionamento do bebé, tal como o relaxamento e a abertura do canal de parto.

Durante toda a gravidez é recomendável andar, pelo menos, duas horas por dia. No entanto, experimentar caminhar especialmente durante a última semana de gravidez pode ser muito útil para provocar o parto. Com o movimento de todas as partes do corpo que acontece ao andar podes ajudar a propiciar o momento do parto de forma natural.

Além de caminhar, pode ser útil subir e descer escadas o sentares-te em cima de uma bola. A ideal será a bola de pilates de borracha.

É importante não exagerares com o exercício físico para evitar lesões, esgotamento e o efeito contrário: a produção de adrenalina e o atraso do parto.

(Também te interessa: Yoga para grávidas: os seus benefícios)

Esperar pela mudança de lua

Outro conselho baseia-se em esperar pela mudança de lua. Como também se ouve frequentemente, nos dias e noites nas quais há lua cheia nascem muito mais bebés.

Mas trata-se de um dado que até agora não foi provado cientificamente.

Comer especiarias e picante

Também se costuma aconselhar o consumo de certos alimentos. As especiarias e a comida picante podem provocar acidez ou ardor de estômago. No entanto, também se diz que estimulam o movimento dos intestinos e, com este, a chegada do parto.

O ananás, o gengibre, o manjericão ou os orégãos são outros dos alimentos que também se associam à indução do parto.

No entanto, não se demonstrou cientificamente que algum dos alimentos mencionados provoque o parto de forma mais ou menos direta.

Banhos de água quente e relaxamento

Por outro lado, o relaxamento também poderá ser decisivo para antecipar o parto. Neste sentido, convém saber que os nervos e o stress estimulam a produção de adrenalina, uma substância que dificulta ou impede o aparecimento de contrações.

Como tal, prepares um banho de água quente e beber uma infusão de lúcia-lima ou praticar meditação são atividades muito benéficas para agilizar o início do parto. Estas técnicas ajudam-te a suavizar a tensão dos teus músculos e, como tal, podem propiciar o início das contrações e do parto.

Estimular os mamilos pode antecipar o parto

Por fim, poderás experimentar a estimulação dos mamilos para estimular a produção de oxitocina, a responsável por provocar as contrações uterinas. Podes tocá-los ou beliscá-los. De facto, podes até verificar como, inclusive, te sai um pouco de colostro. É algo completamente normal.

De todos os modos e, tal como te explicamos anteriormente, o melhor é deixar a natureza seguir o seu curso e o bebé nascer quando realmente estiver preparado. Caso contrário, se algum dos dois correr perigo, o teu ginecologista pode dizer-te o que fazer.

(Também te interessa: Parto sem dor: técnicas naturais para o conseguir)

 

Também lhe interessa…