Mi bebé y yo

Os riscos dos Ftalatos na gravidez

( 0 votos) load
facebook twitter whatsapp

Durante a gravidez, principalmente nos primeiros meses, o feto é muito frágil. A exposição a determinados produtos através da mãe, como é o caso dos ftalatos, pode provocar diversos problemas na gravidez, tal como patologias infantis. Saiba quais.

Os ftalatos são produtos químicos, dos mais usados em todo o mundo, e têm variadas funções. Servem para que os perfumes e desodorizantes fiquem em suspensão no ar e que a sua fragrância dure mais tempo, de modo que os produtos de higiene e cuidado pessoal penetrem na pele ou para suavizar plásticos. Por terem tantas utilizações, podemos encontrar ftalatos em colónias, perfumes, desodorizantes, loções para adultos e bebés, garrafas, artigos para o lar, brinquedos, recipientes para alimentos, dissolventes ou até medicamentos. Mas será que os ftalatos se devem evitar especialmente durante a gravidez?

(Também lhe interessa: O que é a criptorquidia e qual é o seu tratamento)

Os ftalatos são perigosos durante a gravidez?

Para saber quais os efeitos dos ftalatos na gravidez realizaram-se diversos estudos, tanto em animais como em humanos. Os estudos realizados com animais sugerem que a exposição a estes produtos pode provocar uma baixa produção de esperma, genitais masculinos anormais ou baixo peso ao nascer.

As investigações realizadas em humanos estudam as possíveis relações entre a exposição aos ftalatos e consequências como o parto prematuro, asma em crianças, risco de obesidade infantil, autismo, atraso na passagem para a puberdade, comportamentos disruptivos, diabetes ou cancro.

Através destes estudos, sabe-se agora que os ftalatos podem afetar o sistema endócrino, que é o responsável por regular a distribuição das hormonas no nosso corpo, provocando vários problemas de saúde. Não obstante, também referem que nem todas as exposições aos ftalatos provocam os mesmos efeitos e, por exemplo, dois dos quatro tipos de ftalatos analisados estão ainda associados a um alto risco de sofrer de asma.

(Também lhe interessa: Os perigos do álcool na gravidez)

Como é que nos podemos proteger dos ftalatos

Na Europa os governos restringiram o uso destes produtos químicos nos plásticos de uso alimentar, em cosméticos e em alguns produtos para bebés.

Para reduzir a exposição aos ftalatos podemos escolher produtos livres de ftalatos, escolher produtos específicos para a higiene e cuidado do bebé ou utilizar recipientes e garrafas de vidro ou aço inoxidável.

Devemos desfazer-nos das garrafas e pratos de plástico que estiverem riscados ou gastos, ter atenção ao número de reciclagem das garrafas de plástico e evitar as etiquetadas com 3, 6 e 7, bem como não utilizar recipientes de plástico no micro-ondas.

Outras recomendações seriam abrir as janelas ou usar ambientadores naturais, comprar produtos com polietileno ou polipropileno em vez dos de vinil ou PVC, usar tintas e dissolventes apenas em espaços bem ventilados e tentar que as tintas sejam naturais e sem dibutil ftalato (DBP).

(Também lhe interessa: Queijo parmesão na gravidez: perigoso para o bebé?)

Também lhe interessa

Os riscos dos Ftalatos na gravidez | O Meu Bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)