Mi bebé y yo

O que é a Síndrome de Morris ou intersexualidade

( 0 votos) load
facebook twitter whatsapp

A síndrome de Morris de insensibilidade aos androgénios, feminização testicular ou intersexualidade é característico das pessoas nascidas com caracteres sexuais que não correspondem às típicas noções binárias de género, e que não podem classificar-se nem com o género masculino nem com o feminino

Embora possa parecer muito raro, segundo os especialistas, entre 0,05% e 1,7% da população tem a síndrome de Morris. Além disso, segundo as Nações Unidas, “intersex é um termo que se utiliza para descrever uma ampla gama de variações naturais do corpo. Em alguns casos, os traços intersex são visíveis ao nascer, enquanto em outros não se manifestam até à puberdade. Algumas variações cromossómicas das pessoas com Síndrome de Morris podem não ser fisicamente visíveis em absoluto”.

(Também lhe interessa: Como será o meu bebé? Explicamos-lhe tudo!)

Síndrome de Morris: discriminação e medidas a adotar

O problema mais grave é a falta de compreensão da intersexualidade por parte do pessoal sanitário, o que faz com que não tenham em conta as necessidades específicas das pessoas com Síndrome de Morris, nem sejam capazes de prestar a atenção médica adequada, respeitando a sua autonomia e os seus direitos à integridade física e à saúde. Por este motivo, a ONU pede aos estados que proíbam a cirurgia e procedimentos médicos desnecessários nos carateres sexuais secundários de pessoas com Síndrome de Morris.

(Também lhe interessa: Direitos da criança: quais são)

Famosas com Síndrome de Morris

Sor Fernanda Fernández (nascida em Granada em 1755) foi a primeira pessoa intersexual conhecida em Espanha. Vestiu o hábito aos 18 anos, mas o arcebispo anulou os seus votos, fê-la vestir-se de homem e devolveu-a à casa dos seus pais, depois dos médicos, cirurgiões e uma parteira atestaram que, ao prevalecerem em Sor Fernanda os órgãos sexuais que caracterizam o sexo masculino, devia considerar-se um homem.

Outros personagens históricos de quem se disse que tinham síndroma de Morris são Joana D’Arc ou a Rainha Isabel I de Ingraterra.

Durante o campeonato de Espanha de Atletismo em 1986, a campeã de Espanha de sessenta metros barreiras, Maria José Martinez Patiño foi expulsa da Equipa Olímpica Espanhola e humilhada publicamente, quando foi suspensa depois de uma competição que a classificava para os próximos Jogos Olímpicos de Seúl (1988). Ameaçaram Martínez Patiño que a iriam denunciar publicamente caso não abdicasse de maneira discreta a corrida ao “não passar” as provas de verificação de género. Anne Igartiburu, Fátima Báñez, Antonia San Juan, Jamie Lee Curtis, Nicole Kidman ou Charlize Theron são apenas algumas das famosas a quem se associou o Síndrome de Morris, embora não deixem de ser rumores na sua grande maioria.

(Também lhe interessa: Trissomia 18 ou Síndrome de Edwards)

Pais de crianças intersexuais

Se é mãe ou pai de uma criança com a Síndrome de Morris, pode parecer-lhe interessante ler o blog espanhol Mi Bebé Intersexualem que dois corajosos pais partilham pormenorizadamente o que viveram antes do parto. Outra opção em português é o Blog sindromedemorris.blogspot.com

Também lhe interessa

O que é a Síndrome de Morris ou intersexualidade | O Meu Bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)