Mi bebé y yo

Voar com bebés: o que deve saber

( 0 votos) load
facebook twitter whatsapp

Vai viajar de avião e falta-lhe informação sobre o que deve ter em conta ao voar com bebés? Resumimos-lhe as principais diretrizes das companhias aéreas no que diz respeito aos menores de dois anos e damos-lhe alguns conselhos práticos para um voo seguro e agradável. Tome nota!

O mais importante a ter em conta é que o bebé pode voar de avião desde que nasce, embora o mais prudente seja fazê-lo a partir das duas semanas de vida se a viagem for curta e a partir do primeiro mês de vida se a viagem for mais longa.

Ao voar com o seu bebé, deverá ter em conta dois fatores básicos para preservar o seu bem-estar durante o voo. Em primeiro lugar, é importante manter o pequeno bem hidratado aumentando a frequência das tomas, pois o bebé é mais suscetível a desidratar-se. Em segundo lugar, deve ter em conta que as mudanças de pressão durante o voo podem causar desconforto nos ouvidos do bebé, causando-lhe mal-estar. Uma boa maneira de o evitar é fazendo com que o bebé succione (mamando ou com a chupeta) ao descolar e aterrar, quando acontecem as maiores mudanças de pressão.

Por outro lado, deve recordar que as crianças menores de dois anos não pagam bilhete de avião e, portanto, não têm direito a um lugar, e, como tal, devem viajar ao colo de um adulto com um cinto de segurança especial. Apesar de não ter lugar, os bebés pagam o seguro de viagem, no caso de o querer contratar, e têm o seu próprio cartão de embarque.

(Também lhe interessa: Londres com crianças: programa ideal para toda a família)

Voar com bebés: 4 coisas a ter em conta

No momento de viajar com bebés, cada companhia tem as suas próprias diretrizes e políticas de empresa no que respeita a direitos e deveres dos bebés no avião. Em seguida vamos dar-lhe em pormenor as premissas básicas a ter em conta, embora ao comprar os bilhetes de avião deva consultar as pautas específicas da companhia que tenha escolhido.

  1. Os menores de dois anos não ocupam um lugar. Não obstante, embora não tenham cumprido os dois anos e não tenham assento, os bebés pagam uma parte reduzida da tarifa consoante a companhia. Por outro lado, se preferir que o bebé tenha um assento, ele passará a ser tratado como as crianças entre os 2 e os 11 anos. Ao ocupar um lugar, deverá levar uma cadeirinha de automóvel homologada(selo de qualidade da EU, ECE R/44/04) na qual o bebé poderá viajar tendo em conta as normas de segurança.
  2. A partir de dois anos já ocupam um lugar. Deve ter em conta que, se o bebé vai fazer dois anos antes do fim da viagem, o seu bilhete tem de ser adquirido com a tarifa de criança para a totalidade do voo.
  3. Pode escolher o que fazer com o carrinho de bebé. Quando viaja com o seu bebé e leva o carrinho, tem a opção de ficar com ele até ao momento de embarcar no avião ou faturá-lo como o resto da bagagem. Se o levar até à porta do avião poderá tê-lo na cabine se a disponibilidade de espaço do voo o permitir. Caso contrário, será retirado pelo pessoal de voo, que o deposita no porão e o entrega na porta do avião à chegada.
  4. Dispõe de alcofas-confort para bebés até cerca de 11 kg. Em voos intercontinentais, as companhias dispõem de um número determinado de alcofas em cada avião. Estas alcofas devem reservar-se com antecedência e, dependentemente da classe em que viajar, podem ter um custo adicional. O peso máximo vai depender de cada companhia.

(Também lhe interessa: Como deve ser uma cama de viagem)

Conselhos para viajar com bebés

O embarque: Normalmente as companhias aéreas dão preferência às famílias com crianças no momento de embarcar. Se assim não for, deverá esperar para entrar com os restantes passageiros. Se tem lugares marcados não é necessário estar na fila de pé para entrar no avião.

A bordo do avião: Uma vez dentro do avião, lembre-se de manter o bebé bem hidratado durante todo o voo, pois o ar do interior do avião produz uma ligeira desidratação. Para evitar inconvenientes com os ouvidos durante o voo, é bom que o bebé succione, seja o biberão ou a chupeta, durante as fases de descolagem e aterragem.

“Kit” de imprescindíveis: Não se esqueça de levar como bagagem de mão os seguintes utensílios para o bebé: biberão, toalhitas desinfetantes para chupetas e mamilos, um resguardo, fraldas, sacos de plástico e uma muda de roupa.

Comer no avião: Se viajar com um lactente que tome biberão, é aconselhável que prepare tantas doses quantas as necessárias no transcurso do trajeto. Os biberões podem armazenar-se numa bolsa à temperatura ambiente e o pessoal de cabine pode aquecê-los no momento que necessitar.

(Também lhe interessa: Viajar com 25 semanas de gravidez)

Acha complicado viajar com bebés? Partilhe a sua opinião com outras mães!

Também lhe interessa

Voar com bebés: o que deve saber | O Meu Bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (1)

Muito bom , gostei ????