scorecardresearch
Siga-nos
Mi bebé y yo

Expulsão do tampão mucoso na gravidez: o parto é iminente?

( 0 votos) load
facebook twitter whatsapp

Quando se aproxima o momento de dar à luz, as mamãs observam com muita atenção todos os sinais que indicam a proximidade do início do trabalho de parto. Que significa a expulsão do rolhão mucoso?

Dois dos sintomas mais evidentes da iminência do parto são a expulsão do tampão mucoso e a rotura de águas. Quando a grávida deteta algum destes sintomas, é provável que também se desencadeie o início das contrações de parto. Vamos explicar o que é exatamente o tampão mucoso, o que é que provoca a sua expulsão e como é que a futura mamã tem de agir em cada momento quando o nascimento do bebé fica cada vez mais próximo.

O que é o tampão mucoso?

O tampão mucoso é uma secreção gelatinosa manchada de sangue que está colocada no colo do útero e que serve de barreira entre a cavidade uterina e a vagina.

O que significa a perda do tampão mucoso na gravidez?

Este sintoma implica o início da dilatação do colo do útero, no entanto não constitui por si só um sinal inequívoco do início do trabalho de parto, pois este pode acontecer até alguns dias depois da perda do rolhão mucoso. Não obstante, é uma informação que se deve ter muito em conta, pois indica que não faltará muito tempo para que, por fim, possa ter o seu bebé nos braços.

Porque se expulsa o tampão mucoso?

Quando o bebé começa a pressionar com a sua cabecinha, o colo do útero começa a dilatar-se e é possível que aconteça a expulsão do tampão mucoso. A partir deste momento, podem passar até vários dias (entre 7 e 10) antes do bebé nascer, ou, noutras situações, as contrações podem começar imediatamente a ganhar intensidade e, pouco a pouco, deem início à dilatação.

O que é que significa romper as águas?

Um dos sinais mais evidentes que o momento do parto está próximo é a rotura da bolsa amniótica (rebentar as águas), que pode ou não ser acompanhada de contrações. Caracteriza-se pela saída através da vagina de um líquido morno. Isto acontece porque as membranas (bolsa amniótica) que envolvem o bebé se comprimem e rompem quando ele começa a descer para o canal de parto.

O que se deve fazer quando se rompem as águas?

É conveniente ir à maternidade ou ao hospital para que o médico verifique se as águas estão limpas. Se já se tiver iniciado a dilatação do colo do útero, é sinal que o parto pode começar a qualquer momento. Se depois de 7-8 horas a partir do momento da rotura da bolsa amniótica o nascimento ainda não aconteceu, o médico costuma prescrever antibióticos à futura mãe para evitar que o pequeno entre em contacto com as bactérias presentes na vagina, o que poderia acarretar problemas depois do parto.

Deve verificar-se a consistência das perdas?

Se forem incolores, significa que tudo está como deve ser e que o parto ainda não é iminente. Se têm uma coloração escura, deverá dirigir-se à maternidade ou ao hospital mais próximo, sem perder a calma.

O que é que acontece se houver sangue nas águas?

Se houver perdas de sangue, ou seja, linhas de sangue misturadas com o líquido amniótico, não é necessário ter pressa. No entanto, se a perda for muito abundante, como se fosse uma menstruação, deve ir imediatamente à maternidade ou ao hospital pois pode tratar-se de um descolamento de placenta.




Também lhe interessa

Expulsão do tampão mucoso na gravidez: o parto é iminente? Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)

Registro