Mi bebé y yo

Adesivos contracetivos: funcionamento e eficácia

( 0 votos) load
facebook twitter whatsapp

Os adesivos contracetivos são um dos métodos mais cómodos, pois apenas tem de os colar à pele uma vez por semana. A parte adesiva contém as hormonas que se libertam de forma contínua através da corrente sanguínea.

Os adesivos anticoncecionais são um método de contraceção feminino transdérmico, ou seja, que liberta os seus princípios ativos através da pele sendo que, em cada dia, liberta 20 microgramas de estrogénios e 150 miligramas de progestínico. Esta dose equivale à da pílula mais leve e garante a mesma eficácia contracetiva: mais de 99%.

(Também lhe interessa: Pílula contracetiva durante a amamentação)

Vantagens dos adesivos contracetivos

As vantagens dos adesivos contracetivos em relação aos contracetivos orais são várias:

  • As hormonas passam diretamente do adesivo para o sangue, saltando o primeiro passo metabólico, no fígado, como acontece no caso da pílula tradicional. Como tal, trata-se de um sistema contracetivo mais leve, dado que se necessita de uma dose menor de estrogénios e progestínicos para bloquear a ovulação com eficácia.
  • Com o adesivo as hormonas não passam através do aparelho digestivo e, em caso de vómito ou diarreia, a eficácia anticoncecional não se altera.
  • Os adesivos contracetivos libertam uma quantidade de fármaco contínua e constante, como tal o nível de hormonas no sangue mantém-se inalterado, o que garante uma melhor fiabilidade na inibição da ovulação. Precisamente por este motivo, ao contrário dos anticoncetivos orais, se se esquecesse de aplicar o adesivo, a cobertura contracetiva estaria assegurada durante 48 horas.
  • Está demonstrado que o adesivo não modifica o metabolismo das gorduras que provocam a retenção de líquidos. Além disso, um estudo clínico demonstrou que, com o adesivo, o aumento de peso é de 300 g, um valor mínimo.

Como usar os adesivos contracetivos

  • Os adesivos contracetivos devem ser aplicados sobre a pele limpa, seca e depilada. As zonas onde se pode aplicar são: as nádegas, o abdómen, a parte externa e superior do braço, a parte superior do tronco, numa posição em que não roce constantemente com a roupa.
  • O adesivo não se deve aplicar o peito ou numa zona de pele irritada, vermelha, com cortes ou danificada.
  • Quando se aplica o adesivo deve tentar evitar tocar na parte adesiva e, uma vez colocado na pele, deve pressionar-se com força durante alguns segundos para aderir no rebordo. Se se colocou corretamente, podem desenvolver-se todas as atividades quotidianas, inclusivamente tomar banho, ir a uma sauna ou tomar banho de mar, sem tomar precauções especiais.
  • Para cada ciclo usam-se três adesivos, pelo que não há necessidade de se lembrar todos os dias de tomar um anticoncetivo. O primeiro adesivo aplica-se no primeiro dia do ciclo. No oitavo dia tira-se e substitui-se por um novo. No décimo quinto dia repete-se a operação com um novo adesivo. Na quarta semana, a partir do dia 22 do ciclo, deixa de se utilizar o adesivo durante uns dias, nos quais aparecerá uma hemorragia de suspensão, correspondente à menstruação. Um novo ciclo contracetivo começa no dia depois da semana sem adesivo. Deste modo, o dia de substituição e de aplicação dos novos adesivos é sempre o mesmo (por exemplo uma segunda).
  • Cada vez que se aplica um adesivo novo é melhor não o colocar na mesma zona da pele em que se pôs o anterior para evitar irritações. De todos os modos, é suficiente deslocar uns centímetros.

Também lhe interessa

Adesivos contracetivos: funcionamento | O Meu Bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)