Mi bebé y yo

Betadine: a povidona iodada é proibida durante a gravidez

( 0 votos) load
facebook twitter whatsapp

A povidona iodada, mais conhecida pelo seu nome comercial mais popular em Portugal, Betadine, utiliza-se como antisséptico para tratar feridas pouco graves na pele. Não obstante, os especialistas desaconselham o seu uso durante a gravidez, a amamentação e em bebés. Porque é que é perigosa para a saúde do seu filho?

A popular “tintura de iodo” Betadine, ou seja, a povidona iodada, é um produto empregue como desinfetante e antisséptico para tratar pequenos cortes na pele, formado por uma solução de povidona e iodo molecular (Betadine). Quando entra em contacto com a pele, o iodo liberta-se lentamente provocando comichão que, não obstante, é o que lhe permite desinfetar a ferida.

(Também lhe interessa: É perigoso tomar paracetamol na gravidez?)

Este tipo de antisséptico é eficaz contra todos os microrganismos presentes em feridas, tais como bactérias, fungos, leveduras, micobactérias, vírus e esporos bacterianos. Apesar disso o seu uso pode ser perigoso em grávidas, lactantes e bebés, pelo que os médicos desaconselham o seu uso durante a gravidez, o período de amamentação e durante a infância.

Porque é que o Betadine é desaconselhado na gravidez e em bebés?

O motivo da proibição deste medicamento durante a gravidez, a amamentação e em bebés é devido à sobrecarga de iodo que provoca. O uso tópico da tintura de iodo provoca esta sobrecarga que pode desencadear um bloqueio transitório da tiróide nos bebés. Embora seja verdade que a tiroide necessita de iodo para sintetizar as hormonas, um excesso deste elemento em idades tão precoces poderia provocar hipotiroidismo, já que a tiroide poderia inibir a captação de iodo e deixaria de funcionar devidamente.

(Também lhe interessa: Hipertiroidismo e hipotiroidismo na gravidez: guia prático)

O perigo não se limita unicamente à alta concentração de iodo do Betadine, mas também porque este se absorve muito rapidamente. Durante a gravidez, desaconselha-se o seu uso porque a tiroide do bebé ainda é imatura e poderia ver-se afetada dando azo a um hipotiroidismo permanente.

Também se desaconselha o uso de Betadine durante o parto, no cuidado do cordão umbilical ou no caso de ser necessária uma episiotomia. Se, por exemplo, se aplica tintura de iodo de forma tópica a uma mamã ao dar à luz, a sobrecarga de iodo poderá gerar um aumento de iodo no leite materno dez vezes superior a outras mamãs a quem não se tenha aplicado este antisséptico durante o parto. Assim, através da amamentação materna, o bebé iria receber mais iodo do que o que necessita, provocando um hipotiroidismo transitório que poderia afetar o seu desenvolvimento cerebral.

Os especialistas aconselham evitar a utilização de antissépticos iodados durante a amamentação e a infância do bebé. Durante este período podem utilizar-se outros antissépticos em caso de necessidade, evitando deste modo um risco desnecessário para a saúde da criança.

(Também lhe interessa: Posso tomar Nausefe para os enjoos?)

(Também lhe interessa: Posso tomar ranitidina na gravidez?)

Também lhe interessa

Betadine: a povidona iodada é proibida durante a gravidez Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)