Mi bebé y yo

É perigoso tomar paracetamol durante a gravidez?

( 1 voto) load
facebook twitter whatsapp

O paracetamol é um dos poucos medicamentos que as mulheres grávidas podem tomar, mas será perigoso para o bebé? Tem efeitos secundários? Vários estudos afirmam que sim. Explicamos-lhe tudo isto com pormenores. Tome nota! 

O ideal é não tomar nenhum tipo de medicação durante a gravidez. No entanto, isto nem sempre é possível, já que é provável ter algum tipo de doença na gravidez que necessite o uso de medicamentos, evidentemente receitados pelo seu médico.

Um dos poucos medicamentos prescritos pelos médicos às mulheres durante a gravidez é o paracetamol. No entanto, algumas investigações recentes indicam que o uso regular deste medicamento pode ter efeitos secundários no bebé. Qual é a razão? Os investigadores revelaram que o paracetamol atravessa a placenta e chega ao feto. No entanto, os especialistas acreditam que o paracetamol não deve ser proibido durante a gravidez, mas sim tomado em doses baixas e sem uso prolongado durante a gestação.

Perigos do paracetamol segundo vários estudos

Segundo um estudo da Universidade de Edimburgo, tomar paracetamol durante um período prolongado na gravidez, pode contribuir para o desenvolvimento de transtornos da reprodução em bebés do sexo masculino. Mais concretamente, o nível de testosterona poderia reduzir-se e como consequência, aumentar o risco de infertilidade, cancro nos testículos e descida incompleta dos testículos no bebé. A conclusão a que chegou o Dr. Martin Ward-Platt, do Real Colégio Britânico de Pediatria e Saúde Infantil, é a de que as mulheres grávidas devem apenas tomar paracetamol quando seja realmente necessário e sempre que indicado pelo médico.

Outro estudo, realizado pelo Instituto de Saúde Pública Norueguesa, afirma que tomar paracetamol durante a gravidez contribui para um maior risco de sofrer um desenvolvimento neuronal insuficiente. Para realizar este estudo, foram recolhidos dados de mulheres norueguesas, mães entre 1999 e 2008. Os investigadores estudaram o comportamento das crianças aos três anos de idade e concluíram que, as crianças expostas ao paracetamol durante mais de 28 dias da gravidez apresentavam pior desenvolvimento a nível da psicomotricidade e da comunicação, e também pior comportamento.

Possíveis efeitos secundários do paracetamol no bebé 

Paracetamol e TDHA

Segundo os investigadores da Universidade da Califórnia e da Universidade de Aarhus, na Dinamarca, pode existir uma relação entre o uso de paracetamol durante a gravidez e o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). Ao longo deste estudo foram analisadas mais de 64.000 crianças e mães, a observação indicou existir uma maior probabilidade do desenvolvimento do TDAH nas crianças cujas mães tomaram paracetamol durante a gestação. Entre 13% e 37% de maior probabilidade.

Paracetamol e asma infantil

Um estudo publicado pela revista International Journal of Epidemiology afirma existir uma maior probabilidade de asma e outros problemas respiratórios, em filhos cujas mães tomam paracetamol durante a gravidez. Concretamente, existem 20% de possibilidades de o bebé padecer de asma durante os primeiros 18 meses de vida, e 50% de possibilidade de sofrer esta doença por volta dos 7 anos de idade. Segundo os investigadores, o problema não reside no seu uso habitual, mas sim na continuidade da utilização do medicamento.

Paracetamol e parto prematuro

Segundo os especialistas, o paracetamol pode aumentar a probabilidade de sofrer um parto prematuro, especialmente nas mulheres que sofrem pré-eclâmpsia durante a gravidez. Se este for o seu caso, consulte o seu médico.


(Também lhe interessa: É seguro usar Primperan na gravidez?)

(Também lhe interessa: Estrias, causa, prevenção e tratamento)

Também lhe interessa

É perigoso tomar paracetamol durante a gravidez? | O Meu Bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)