Mi bebé y yo

Gravidez psicológica: o que é e porque acontece?

( 6 votos) load
facebook twitter whatsapp

Uma gravidez psicológica ou pseudociese sucede quando uma mulher pensa que está grávida, o seu corpo sofre os sintomas da gravidez, mas na verdade não está grávida. Explicamos-lhe em que consiste esta perturbação e a que se deve.

O ciclo menstrual é interrompido, a mulher tem enjoos, tonturas, dor nos seios e aumento do seu volume… Parece pouco credível, mas uma gravidez psicológica provoca exatamente os mesmos sintomas que uma gravidez real.

A quem sucede com mais facilidade?

A gravidez psicológica, que também pode ser chamada utópica, acontece quando a mulher pensa que está grávida, mas na realidade não está.

- As mulheres mais sensíveis a este transtorno são aquelas que têm um enorme desejo de engravidar e não o conseguem, seja por uma questão de esterilidade ou porque já têm uma idade em que é difícil conceber sem problemas.

- Curiosamente, as mulheres mais jovens, que não que não querem ficar grávidas, e que estão sempre com receio de engravidar, também são mais suscetíveis de padecer este transtorno.

(Também lhe interessa: Quero ter um filho)

Quais são os sintomas de uma gravidez psicológica?

A mulher sofre uma gravidez psicológica quando pensa que está gravida, mas, na realidade, não o está. A mente influi sobre o corpo provocando reações chamadas psicossomáticas. O desejo de ter um filho e não o conseguir gera stress e ansiedade na mulher.

- As hormonas alteram-se, dá-se uma diminuição da LH e da FSH, o que provoca a ausência de ovulação e a interrupção do ciclo menstrual.

- A prolactina e a progesterona aumentam, estimulando determinados sintomas típicos da gravidez (dores nos seios, cansaço, enjoos, etc.)

Como tratar este transtorno?

- Para solucionar esta perturbação psicológica é extremamente importante o diálogo, explicando à mulher que o teste de gravidez é negativo e que os sintomas são reações psicossomáticas.

- Se for necessário, deverá ser encaminhada para um psicólogo, que a ajudará a ultrapassar esta situação sem traumas.

A gravidez psicológica tem vindo a diminuir nos últimos anos, graças à proliferação das técnicas de reprodução assistida.

(Também lhe interessa: Testes de Ovulação: resultam?)

Também lhe interessa

Gravidez psicológica: o que é e porque acontece? | O Meu Bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)