O meu bebé

Gripe infantil: tratamentos eficazes

A gripe é causada por um vírus de origem diferente a cada ano e que se transmite com extrema facilidade pelo ar: pela tosse, pelos espirros ou pelo contacto com objetos contaminados. Conheça os tratamentos mais eficazes para a combater.

 Em recém-nascidos e lactentes, a gripe tem sintomas pouco característicos, inclusive pouco reconhecíveis à primeira vista. Os mais comuns são a irritabilidade, a respiração alterada e a falta de apetite. Só em certos casos específicos é que a temperatura é elevada, ao passo que surgem com mais frequência sintomas como a diarreia e vómitos, acompanhados de dor de barriga.

(Também lhe interessa: Pneumonia nas crianças)

(Também lhe interessa: Dor de barriga na criança)

No caso de crianças entre um e cinco anos, a gripe manifesta-se quase sempre com febre muito alta, tosse, olhos vermelhos e falta de apetite. Metade das crianças com menos de quatro anos, quando têm gripe, sofrem de sonolência, distúrbio que se torna cada vez menos frequente com o passar dos anos.

(Também lhe interessa: Tratamentos para a tosse)

Gripe: tratamento infantil

As soluções mais práticas para aliviar os sintomas que a gripe provoca, e enfrentar o decorrer desta doença vírica da melhor forma possível, são as seguintes:

- Não encher a criança de fármacos. Os pediatras costumam receitar paracetamol quando a febre é superior aos 38ºC, bem como uma adequada humidificação da casa.

(Também lhe interessa: Humidificador: tudo o que deve saber)

- Nada de xaropes antitússicos e anti-inflamatórios, que podem ter efeitos colaterais, a não ser que o pediatra indique o contrário.

- Há que acostumar o pequeno a comer muitas frutas (por exemplo, maçã, pera, laranja, banana, etc.), ricas em vitaminas, que o vão ajudar a fortalecer o organismo.

-  De noite, baixar ao mínimo o aquecimento e, para evitar que o ar seque, utilizar um humidificador ou colocar um recipiente com água sobre os aquecedores.

- Deve arejar o quarto com frequência, mesmo que lá fora esteja frio. O ar seco e os ambientes fechados são favoráveis à transmissão de vírus e bactérias.

- Não fumar em casa.

- Fazer com que beba muitas vezes e juntar uma colherzinha de mel ao leite quente, quando a criança tem mais de um ano.

- Para desentupir o nariz, pode recorrer a inalações de soro fisiológico ou água do mar.

- Durante o sono, mantenha a criança reclinada, com a ajuda de almofadas, a fim de impedir que o muco suba no nariz, o que iria dificultar a respiração.

- Não vestir a criança com roupa em excesso (quando sai à rua, pode usar gorro e cachecol se fizer demasiado frio) e evite submetê-la a mudanças bruscas de temperatura.

(Também lhe interessa: Como agasalhar o bebé para o frio)

- É conveniente vacinar a criança a partir dos seis meses, principalmente no caso de esta sofrer de doenças crónicas ou se correr o risco de contrair infeções torácicas.

- Não é obrigatório o repouso na cama, sobretudo se a casa estiver bem aquecida.

(Também lhe interessa: Febre nas crianças)

(Também lhe interessa: Doenças de crianças)


Também lhe interessa…