Mi bebé y yo

Vacinação infantil

( 0 votos) load
facebook twitter whatsapp

A partir do início de 2017, o Plano Nacional de Vacinação teve algumas alterações: algumas vacinas passaram a não constar da mesma forma neste plano e outras foram acrescentadas. Saiba o que muda e vacine o bebé corretamente. Quais as vacinas que as crianças nascidas em 2017 devem tomar e como?

A vacinação é uma das formas mais eficazes de prevenir certas doenças. Atualmente, a vacinação generalizada tem permitido controlar o contágio e até erradicar certas doenças, como foi o caso da varíola. No entanto, uma vez que os vírus não respeitam fronteiras, existe o risco de contágio dada a movimentação cada vez mais frequente de pessoas e mercadorias. Algumas populações são, assim, consideradas de maior risco do que outras, consoante o contacto que têm com zonas onde há maior incidência destas doenças.

O novo Programa Nacional de Vacinação prevê novos esquemas vacinais gerais, tendo um foco especial na vacinação ao longo da vida e ainda nos que são grupos de risco ou que se encontram em circunstâncias especiais.

Vacinas do bebé

Vacinas na gravidez - Imunizar antes do nascimento

Uma das grandes alterações a nível de esquemas de vacinação relaciona-se com a imunização antes do nascimento, ou seja, ainda durante a gravidez.

Deste modo, as futuras mães serão vacinadas contra a tosse convulsa de modo a passarem os anticorpos para os seus filhos enquanto estes não são vacinados, o que acontece aos 2 meses de idade. Esta vacina será administrada entre as 20 e as 36 semanas de gestação: as grávidas são vacinadas contra a tosse convulsa através da vacina contra o tétano, difteria e tosse convulsa.

(Também lhe interessa: Doenças de bebés)

(Também lhe interessa: O que é o Teste Apgar do bebé?)

Vacina hexavalente

Até agora, aos 2 e aos 6 meses, eram administradas duas injeções aos bebés. Com esta alteração, introduz-se a vacina hexavalente e, com apenas uma vacina, o bebé fica imunizado contra a hepatite B, a doença invasiva por Haemophilus influenzae, a difteria, tétano e tosse convulsa e contra a poliomielite. Será muito mais fácil para profissionais, pais e bebés!

Vacina contra a meningite B

Crianças que tenham um défice de imunidade e que, por este motivo, possam estar em risco de contrair mais facilmente esta doença, passam a ser vacinadas gratuitamente. Esta vacina é realizada mediante prescrição médica.

Fim da vacinação universal com BCG

Apenas terão a vacina BCG as crianças que tenham uma família com um risco acrescido de contrair tuberculose ou em determinadas zonas do país, como nos distritos de Lisboa e Porto, onde a taxa de incidência desta doença é maior.

Vacina contra o HPV

A vacina contra o vírus do papiloma humano (HPV) passa a ser administrada mais cedo: aos 10 anos de idade as raparigas são vacinadas com a primeira dose HPV9 (a vacina que cobre 9 genótipos deste vírus).

Vacinação ao longo da vida

Vacina contra o Tétano

Os reforços da vacina contra o tétano também vão sofrer alterações no que respeita ao momento em que são administrados. Com o novo plano de vacinação, a primeira dose é dada aos 10 anos e as seguintes aos 25, 45 e 65 anos. Após esta idade, a vacina continuará a ser administrada de 10 em 10 anos.

A vacinação, em especial a vacinação infantil, é muito importante para prevenir doenças que podem ser mortais. Mantenha-se informada e conheça a tabela do novo plano nacional de vacinação, da Direcção Geral de Saúde, para vacinar o bebé corretamente: 

(Também lhe interessa: Teste do pezinho

vacinas para crianças

 

(Fonte: Plano Nacional de Vacinação, Direcção-Geral da Saúde)

 

 

Também lhe interessa

Vacinação infantil | O Meu Bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)