scorecardresearch
Siga-nos
Mi bebé y yo

Humidificador: para que serve?

( 1 voto) load
facebook twitter whatsapp

Para que serve exatamente um humidificador? São realmente úteis para atenuar os sintomas de constipação no bebé? Que tipos de humidificadores existem? Vamos dar-lhe toda a informação necessária sobre este tema. Tome nota!

O humidificador para bebés permite controlar a humidade do quarto da criança, e da casa em geral. É um dispositivo composto por um recipiente de água que, através de diferentes sistemas, é evaporada e passa a fazer parte do ar do compartimento em que o aparelho está colocado, melhorando a humidade do local e fazendo com que o ar que se respira seja menos agressivo para as vias respiratórias. Por esses motivos, é frequentemente recomendado pelo pediatra.

Quando se tem filhos pequenos, é importante controlar a atmosfera da casa: a temperatura e a humidade devem ser as adequadas. No inverno, com o uso do aquecimento, aumenta a temperatura e diminui a humidade. Isto, a juntar ao facto de que o ar da casa é menos renovado devido ao frio e à falta de ventilação, faz com que a atmosfera deixe de ser a adequada por falta de humidade. É então que o humidificador entra em cena, favorecendo o aumento da humidade na sua casa, o que se traduz por um ar menos seco e menor risco de que proliferem os micro-organismos responsáveis pelas infeções respiratórias.

Porque devo comprar um humidificador para bebés? 

O sistema respiratório dos bebés e das crianças, tal como os seus olhos e a sua pele, é muito sensível a certos fatores ambientais, como a humidade e a temperatura. Os valores considerados ideais para a saúde numa casa estão entre os 40% e os 60% de humidade, o que não é fácil de manter caso viva numa região de clima seco ou se, simplesmente, liga o aquecimento durante o inverno.

Neste sentido, torna-se útil adquirir um humidificador para garantir o bem-estar do bebé em casa. Além disso, em caso de constipação, não é aconselhável recorrer a medicamentos em crianças com menos de dois anos. Por isso, uma boa maneira de prevenir e aliviar os sintomas da constipação, tão comum entre os mais pequenos, é recorrer a um humidificador. De facto, é de destacar que vírus e bactérias proliferam melhor em ambientes secos e frios, para lá de tudo o que a falta de humidade pode causar no bebé: irritação e picadas nos olhos, gretas nos lábios, pele seca, secura das mucosas, agravamento dos sintomas da constipação, dificuldades na respiração e mal-estar generalizado.

(Também lhe interessa: Bronquite infantil: o que deve saber)

Tipos de humidificadores

Humidificadores de vapor frio (ultrassónicos) 

Estes humidificadores produzem vapor à temperatura ambiente, pelo que não aumentam a temperatura da casa. Trata-se de aparelhos que não fervem a água, mas que geram uma fina camada de vapor através de ondas de ultrassons. O vapor em questão, por ser tão leve, penetra melhor nas vias respiratórias. Estes humidificadores produzem uma névoa que refresca, mas não arrefece. Além disso, são muito seguros, uma vez que não permitem que o bebé se queime por acidente com o vapor quente. Estes dispositivos, usados em hospitais, consomem menos eletricidade do que os aparelhos a vapor quente. Esses sim, requerem uma limpeza frequente para evitar a acumulação de bolor ou bactérias.

Humidificadores de vapor quente 

Alguns pediatras recomendam o uso de vapor quente em vez do frio, já que o vapor quente elimina gérmenes e vírus durante a sua formação no humidificador, além de ser mais fácil de respirar para o bebé. Os humidificadores a vapor quente fervem a água através de uma resistência elétrica, pelo que consomem mais eletricidade e podem aumentar a temperatura da casa entre 1 a 3 graus. Devem ser tomadas algumas precauções com estes aparelhos, uma vez que existe o risco de queimaduras com o vapor, em caso de acidente. 

Vaporizadores de ar frio 

Tecnicamente falando não são humidificadores, mas podem ser utilizados com a mesma finalidade. Os vaporizadores não fervem a água, apenas pressurizam o ar que absorvem do quarto através de um filtro embebido em água, para logo o expulsar de volta, assim que o filtro está completamente humedecido. São menos eficazes que os dois tipos de humidificadores de que falamos anteriormente.

Como funcionam? 

A utilização do humidificador é muito simples. Funcionam com energia elétrica e apenas os humidificadores de tipo quente representam um risco, já que se deve estar atento à água fervida, para evitar queimaduras, se se tocar acidentalmente. O mais importante, ao utilizar um destes aparelhos, é que faça sempre uma limpeza meticulosa, uma vez que podem ser fonte de micro-organismos. Ao limpar o humidificador não deve usar detergentes e, se o fizer, certifique-se que os elimina muito bem, porque os seus resíduos integram-se no ambiente assim que o aparelho é ligado. A água do depósito também deve ser trocada todos os dias. É importante ter presente que não precisa de usar o humidificador constantemente, mas apenas quando for conveniente: quando a criança tiver problemas respiratórios, no inverno, quando o ar estiver seco, ou quando a relação temperatura-humidade não for a mais correta. 

Utiliza ou já utilizou alguma vez um humidificador? Considera útil? Partilhe a sua opinião com outras mães em Salvamamãs!




Humidificador Small Room de Philips Avent

 

0

Humidificador Small Room de Philips Avent

 

Humidificador ultrassónico com aroma - Jané

1

Humidificador ultrassónico com aroma - Jané

Humidificador ultrassónico da Nuk

2

Humidificador ultrassónico da Nuk

Humidificador a vapor frio Cube da Chicco

3

Humidificador a vapor frio Cube da Chicco

Foto 1 de 4
0
1
2
3

 

Também lhe interessa

Humidificador: para que serve? | O Meu Bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)

Registro