Mi bebé y yo

Motricidade fina: desenvolvimento em crianças dos 0 aos 5 anos

( 0 votos) load
facebook twitter whatsapp

O controlo da motricidade fina permite a coordenação dos ossos, dos músculos, dos tendões e dos nervos, de modo a produzir pequenos e graciosos movimentos. Nestes movimentos intervêm áreas vitais tais como o cérebro, a espinal medula, os nervos periféricos, os músculos e as articulações; daí a importância de estimular a motricidade precocemente.

Embora pareçam processos simples, devemos saber que, por exemplo, a mão se encarrega de registar os nossos movimentos neuropsicoemocionais e realiza mais de 5.000 movimentos. Nos seus primeiros meses de vida, o bebé vai desenvolvendo o movimento das mãos até conseguir ter um controlo da motricidade fina preciso e alcançar o considerado  ato motor mais fino que realiza a espécie humana: a escrita.

Os movimentos que levam a cabo as mãos constituem a função fundamental na organização neuromotora, bem como no desenvolvimento cognitivo, motor, sensitivo, afetivo e relacional da criança.

(Também lhe interessa: Psicomotricidade infantil: o que é exatamente?)

O desenvolvimento da motricidade fina na infância

O bebé recém-nascido já realiza alguns movimentos instintivos com as suas mãos. Estas costumam estar quase sempre fechadas devido ao reflexo neonatal de preensão, ou seja, uma contração reflexa dos músculos flexores. Acredita-se que este reflexo sirva de preparação para a preensão voluntária que se desenvolve mais tarde.

  • Entre os dois e os quatro meses de vida

  • A partir do quinto e sexto mês já apanha os objetos que vê com as mãos, embora ainda com dificuldade, pois utiliza toda a mão em vez de se servir do movimento dos dedos, tão característico da motricidade fina. Neste momento, a pressão palmar é mais eficiente e mais forte. No sétimo mês o bebé agarra, mexe e também larga os objetos quando quer. Também é capaz de dirigir a mão na direção do lado oposto do seu corpo. Desta forma, por exemplo, o bebé pode agarrar um objeto que esteja do lado esquerdo do seu corpo com a mão direita.
  • Entre os oito e os nove meses
  • A partir dos quinze meses as crianças já são capazes de passar a página de um livro, agarrar objetos com firmeza bem como comer com uma colher. Neste ponto já adquiriram a motricidade fina apesar dos seus dedos ainda conservarem uma certa rigidez.
  • A partir deste momento, as crianças aperfeiçoam a sua habilidade motora garatujando e utilizando o lápis cada vez com mais precisão. Entre os três e os quatro anos já sabem utilizar a tesoura, copiar formas geométricas, escrever letras maiúsculas, abotoar botões grandes e fazer formas com plasticina, entre outros.
  • Aos cinco anos uma criança já aperfeiçoou a sua motricidade fina e, além de desenhar, também é capaz de cortar, colar e desenhar formas, abotoar botões mais pequenos e também escrever frases. O leque de gestos próprios da motricidade fina é já bastante amplo aos cinco anos mas ainda se vai aprimorar com mais precisão, coordenação, resistência, força e rapidez nos seguintes anos de crescimento.
  • (Também lhe interessa: Porque é que o bebé não quer comer com a colher)

Também lhe interessa

Motricidade fina: desenvolvimento em crianças dos 0 aos 5 anos Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)