Mi bebé y yo

Psicomotricidade infantil: o que é exatamente?

( 1 voto) load
facebook twitter whatsapp

A psicomotricidade, ou psicologia do movimento, é muito benéfica para a estimulação e desenvolvimento físico e cognitivo da criança. Vamos explicar-lhe em que consiste exatamente, que tipos de psicomotricidade existem e como beneficiam o seu filho.

A psicomotricidade define-se como psicologia do movimento, o que evidencia que o corpo está ligado à mente e que, por isso, as ações que realizamos são acompanhadas de um pensamento.

A psicomotricidade deve ser tida em conta, principalmente nos primeiros seis anos da criança. Ao longo desse período, a criança tem uma grande plasticidade do cérebro, já que é quando se formam as ligações neuronais. A psicomotricidade, através do movimento do corpo, permite estimular estas ligações, para serem geradas em maior quantidade. Por isso é tão importante que as crianças se mexam e pratiquem atividades de psicomotricidade, especialmente nos primeiros anos de vida.

A psicomotricidade tem em conta a vertente social, intelectual, motora e afetiva da criança. Através dos exercícios da psicomotricidade, tais como saltar, correr ou jogar à bola, os mais pequenos tomam consciência do seu próprio corpo, ao mesmo tempo que adquirem conceitos sobre o que os rodeia: em cima e em baixo, para a frente e para trás, esquerda e direita, etc. Tudo isto propicia o desenvolvimento físico e cognitivo das crianças, enquanto potencia a sua estimulação.

Tipos de psicomotricidade 

Existem três tipos diferentes de psicomotricidade:

  1. Psicomotricidade educativa. Dirigida a crianças de um a seis anos. Permite que explorem e conheçam o meio ambiente, expressem as suas emoções, experimentem os movimentos e fortaleçam a autoestima. Em resumo, potencia três aspetos do desenvolvimento infantil: a nível motor, o movimento; a nível cognitivo, a criatividade e a concentração, e a nível afetivo, a socialização.
  2. Psicomotricidade reeducativa. Dirigida a crianças de mais de três anos com dificuldades de movimentos. Este tipo de psicomotricidade permite ajudar crianças com problemas de motricidade grossa, tais como a coordenação de movimentos ou problemas de motricidade fina, como os movimentos de precisão. Também se utiliza para ajudar crianças com dificuldades a nível emocional ou social (hiperatividade, problemas de socialização, etc.).
  3. Psicomotricidade terapêutica. Dirigida a crianças com necessidades especiais e de atenção individualizada: paralisia cerebral, autismo, síndrome de Down, etc.

(Também lhe interessa: Amniocentese: a solução para as suas dúvidas)

 

Benefícios da psicomotricidade

A psicomotricidade tem muitas vantagens para as crianças.

- A nível motor. A criança toma consciência do seu próprio corpo e da articulação. Além disso, graças à psicomotricidade, a criança aprende a dominar o movimento corporal, o que lhe permite controlar o seu corpo: coordenação, equilíbrio, etc.

- A nível cognitivo. A psicomotricidade facilita a aprendizagem infantil e melhora a memória e a capacidade de atenção da criança. É uma introdução a conceitos espaciais (em cima-em baixo, esquerda-direita, perto-longe) e ajuda a reforçar os conhecimentos sobre tamanhos, formas e cores dos objetos.

- A nível socio afetivo, a psicomotricidade funciona como um catalisador, já que a criança pode descarregar tensões e beneficiar, assim, de um maior equilíbrio emocional. Além disso, valoriza-se a brincadeira em grupo, as relações com os colegas e a autoestima, permitindo-lhe enfrentar os seus receios.

(Também lhe interessa: Desenvolvimento do bebé, mês a mês)

Também lhe interessa

Psicomotricidade infantil: o que é exatamente? | O Meu Bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)