O meu bebé

Esterilizar biberões e chupetas

Esterilizar os biberões, as chupetas e outros objetos do bebé é imprescindível para manter uma higiene adequada quando os bebés são muito pequenos. Quais são os métodos de esterilização mais adequados para acabar com todos os germes e o que fazer antes da esterilização?

Esterilizar os biberões, chupetas, tetinas colher, brinquedos de plásticos e outros objetos do bebé é necessário, especialmente quando o bebé é ainda muito pequeno. Todos eles são objetos que, por motivo ou outro, os bebés levam à boca.

No entanto, até aos três meses do bebé, para garantir a higiene, não basta apenas lavar, também é preciso esterilizar os biberões e outros objetos dado que as defesas imunitárias dos bebés ainda não estão completamente desenvolvidas e poder-se-ia correr o risco de contrair infeções intestinais, com os consequentes vómitos, diarreia e febre.

O que fazer antes de esterilizar biberões

De qualquer forma, para garantir a máxima higiene, antes de esterilizar os biberões do bebé, é importante tomar uma série de precauções:

  • Lave cuidadosamente as mãos, seja qual for o método de esterilização escolhido, é a primeira coisa a fazer, pois, especialmente as mãos da mãe, podem transformar-se em “portadoras saudáveis” de infeções, a mais comum das quais é, sem dúvida, a salmonelose. Um conselho: se tiver feito limpezas domésticas, convém que mude de roupa.

  • Antes da esterilização propriamente dita lave os biberões e as tetinas com água quente, detergente e esfregão para eliminar qualquer resíduo de leite. Por fim, enxague os objetos com água corrente. Convém saber que o latex fica opaco depois da esterilização e tende a deformar-se, especialmente se for tratado com métodos de calor.

Como agir depois de esterilizar os biberões

  • Se os biberões e outros objetos foram submetidos a uma adequada esterilização podem permanecer à temperatura ambiente durante várias horas dado que os germes presentes no ar não são capazes de provocar infeções.