Mi bebé y yo

O que é o ingurgitamento mamário e como se pode aliviá-lo?

( 0 votos) load
facebook twitter whatsapp

Nos primeiros dias após o parto, o colostro vai-se transformando pouco a pouco em leite materno, transformação que dá lugar, por vezes, ao ingurgitamento mamário. Ou seja, a acumulação de leite nos condutos lácteos. Em seguida, explicamos-lhe ao pormenor porque é que acontece e como aliviar a dor que comporta.

O ingurgitamento mamário é uma inflamação dos seios da recém mamã que se produz quando  o aumento da quantidade de leite produzido pela mulher não é capaz de circular pelas condutas que percorrem o peito.

Este aumento dos seios faz com que o bebé também não consiga succionar à mesma velocidade com a qual o alimento se produz, pelo que as mamas começam a endurecer, tomam uma tonalidade mais rosada e provocam uma dor muito forte à mãe. A congestão que se produz nos condutos lácteos também faz com que o leite saia com maior dificuldade, o que  obriga o bebé a esforçar-se mais para mamar.

(Também lhe interessa: Amamentação mista: quantidades e benefícios)

Consequências do ingurgitamento mamário

Quando o leite sobe, os peitos ficam mais quentes e pesados. Se, além disso, se produzir esta inflamação, o leite materno vai levar mais tempo a sair e, quando tal acontece, é com bastante dificuldade. Isto pode chegar a gerar emoções e sensações negativas na mãe que, inconscientemente, pode começar a rejeitar o momento de dar de mamar, devido à dor e à frustração que tal pode ocasionar.

(Também lhe interessa: Almofada de amamentação: como deve ser)

Ao mesmo tempo que este estancamento, podem aparecer também edemas em ambas as mamas, impedindo a drenagem linfática que podem chegar a provocar uma mastite. Este inchamento, além dos sintomas mencionados anteriormente, pode causar o aparecimento de febre, arrepios, mal-estar, enjoos, vómitos, etc.

(Também lhe interessa: Remédio para a dor nos seios)

Além disso, o bebé tem mais dificuldade em alimentar-se pois, devido ao endurecimento mamário, o mamilo fica mais plano e o leite não consegue fluir bem. Por isso, faz um esforço muito maior a mamar para a escassa quantidade de alimento que recebe. E ainda, como o bebé não consegue agarrar bem o peito, costuma provocar o aparecimento de gretas. Também por este motivo é possível que o bebé se canse, chore, fique inquieto ou até que adormeça a meio da mamada.

Como aliviar o ingurgitamento

Para que a mamã que sofre de ingurgitamento possa continuar a amamentar o seu bebé, existem uma série de recomendações que pode levar a cabo para aliviar a sua dor. São as seguintes:

  • Começar a dar mama o mais cedo possível. Ou seja, exatamente quando se dá o primeiro contacto entre a mamã e o bebé, para começar a ativar o fluxo o mais cedo possível.
  • Aplicar calor húmido no peito antes da toma, para favorecer a dilatação dos condutos de modo que o leite flua com maior facilidade.
  • Aplicar frio após a toma para diminuir a dor e a inflamação. Por exemplo, uma bolsa congelada envolvida num pano ou uma chuveirada de água fria diretamente sobre as mamas.
  • Extrair leite de forma manual num ambiente quente e húmido ou com uma bomba de tirar leite (embora o ideal seja fazê-lo o bebé).
  • Tomar um anti-inflamatório ou um analgésico, compatível com o período da amamentação, receitado pelo médico para acalmar a dor.
  • Utilizar um soutien adequado para a amamentação: que não aperte, que se ajuste ao volume do peito, sem aros e cuja composição seja de 100% algodão.
  • (Também lhe interessa: Erros na amamentação)

Também lhe interessa

O que é o ingurgitamento mamário e como se pode aliviá-lo? Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)