Mi bebé y yo

Proteínas na urina durante a gravidez: causas e valores anormais

( 0 votos) load
facebook twitter whatsapp

A presença de proteínas na urina, também conhecida como proteinuria, é algo absolutamente normal durante a gravidez, embora seja necessário ter em conta algumas considerações relacionadas com os seus níveis. Explicamos-lhe as suas causas e quais são os valores anormais.

Embora o aumento do nível de proteínas na urina possa ser devido a diversos fatores, como o stress, a desidratação, a febre ou a exposição ao frio e ao calor, também se pode dever a um problema de saúde. No caso das mulheres grávidas, no entanto, não está obrigatoriamente relacionado com nenhuma doença.

Quais são as causas da proteinuria?

Os rins são os responsáveis por filtrar o sangue e eliminar todas as toxinas do corpo, transformando-as em urina. Normalmente, estes filtros permitem qua as moléculas de proteínas passem facilmente, daí que geralmente a urina não costume conter altos níveis de proteínas. Não obstante, durante a gravidez, os vasos sanguíneos estreitam, devido às mudanças morfológicas dos rins, e isto faz com que se gere, em muitos casos, proteinuria.

Embora as causas da proteinuria possam estar relacionadas com questões alheias à gravidez, as mulheres que esperam um bebé podem ter excesso de proteína na urina também devido a uma infeção do trato urinário. Ainda assim, pode existir uma ligação entre a tensão alta e a proteinuria, especialmente na última fase da gravidez.

(Também lhe interessa: Cistite ou vontade constante de fazer xixi)

Quais são os valores anormais de proteínas na urina?

Se está grávida e tem proteínas na urina, deverá saber que a quantidade de proteínas na urina se considera excessiva quando se produz uma perda de mais de 3 gramas de proteínas na urina de 24 horas, ou seja, mais de 0,5 microgramas numa única amostra.

No caso de ter um nível elevado, o normal será o médico pedir para realizar um exame, dado que as proteínas também são um dos principais elementos para diagnosticar a pré-eclâmpsia, uma patologia muito grave tanto para a mãe como para o bebé, e que costuma ser acompanhada de hipertensão e edemas nas extremidades inferiores.

Embora até um certo nível as proteínas na urina não sejam preocupantes, se os seus valores forem excessivos, o diagnóstico de pré-eclâmpsia é quase certo, inclusive se não existirem outros fatores. Por este motivo, há que ter em conta e controlar estes níveis de modo a assegurar a saúde da futura mamã e a do bebé.

(Também lhe interessa: Edemas na gravidez: quando consultar o médico)

Também lhe interessa

Proteínas na urina durante a gravidez Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)