scorecardresearch
Siga-nos
Mi bebé y yo

Cistite na gravidez: como agir?

( 1 voto) load
facebook twitter whatsapp

Sente ardor quando faz xixi? Tem vontade de urinar frequentemente? Possivelmente tem uma cistite. Mas calma, é um problema bastante comum durante a gravidez. Vamos explicar-lhe o que deve fazer.

A vontade continua de urinar, o ardor ao fazer xixi, a redução da quantidade de urina e, por vezes, vestígios de sangue na urina. Estes são os sintomas da cistite, a infeção de urina mais comum da gravidez. As mudanças anatómicas e fisiológicas sofridas pelas vias urinárias são as principais responsáveis pela cistite. O aumento do tamanho do útero faz a bexiga comprimir-se e facilita a retenção da urina, o que favorece o desenvolvimento dos gérmenes.

Mas, como agir perante uma infeção urinária se estiver grávida? O ginecologista será a pessoa encarregada de indicar qual o tratamento que deve efetuar. A seguir, damos-lhe algumas normas básicas sobre o que deve ter em conta para enfrentar a cistite.

(Também lhe interessa: Doenças na gravidez)




O que a provoca?
O fator principal do aparecimento da cistite durante a gravidez é o aumento da progesterona. Esta hormona faz com que as paredes da bexiga percam o seu tónus, o que aumenta a pré-disposição para acumular urina e, consequentemente, permite o desenvolvimento de gérmenes que se podem multiplicar facilmente na vagina.

1

O que a provoca?
O fator principal do aparecimento da cistite durante a gravidez é o aumento da progesterona. Esta hormona faz com que as paredes da bexiga percam o seu tónus, o que aumenta a pré-disposição para acumular urina e, consequentemente, permite o desenvolvimento de gérmenes que se podem multiplicar facilmente na vagina.

Outros factores de risco
Existem outros fatores que podem gerar cistite, entre os quais se destaca uma higiene inadequada da zona vaginal. É muito importante lavar esta zona delicada com sabões neutros e específicos. Também é conveniente lavar primeiro a vagina e depois a zona anal, e não o contrário, já que poderia transportar bactérias da zona anal para a vagina. A obstipação também pode desencadear cistite, assim como o facto de reter a urina durante muito tempo, ou a falta de água no organismo

2

Outros factores de risco
Existem outros fatores que podem gerar cistite, entre os quais se destaca uma higiene inadequada da zona vaginal. É muito importante lavar esta zona delicada com sabões neutros e específicos. Também é conveniente lavar primeiro a vagina e depois a zona anal, e não o contrário, já que poderia transportar bactérias da zona anal para a vagina. A obstipação também pode desencadear cistite, assim como o facto de reter a urina durante muito tempo, ou a falta de água no organismo

O diagnóstico
O ginecologista encarrega-se de elaborar o diagnóstico baseando-se nos sintomas. Para confirmar a cistite e detetar o gérmen responsável, ser-lhe-á pedida uma amostra de urina para que se possa efetuar o cultivo. No entanto, possivelmente, o tratamento será prescrito antes de obter os resultados se os sintomas forem bastante evidentes

3

O diagnóstico
O ginecologista encarrega-se de elaborar o diagnóstico baseando-se nos sintomas. Para confirmar a cistite e detetar o gérmen responsável, ser-lhe-á pedida uma amostra de urina para que se possa efetuar o cultivo. No entanto, possivelmente, o tratamento será prescrito antes de obter os resultados se os sintomas forem bastante evidentes

Em que consiste o tratamento?
O ginecologista deverá prescrever um antibiótico que não envolva qualquer tipo de risco para o bebé e totalmente seguro na gravidez. Para além de indicar qual a medicação a tomar, normalmente, o ginecologista também fornece algumas recomendações que deve seguir: beber muita água e realizar a higiene adequada na zona íntima.

4

Em que consiste o tratamento?
O ginecologista deverá prescrever um antibiótico que não envolva qualquer tipo de risco para o bebé e totalmente seguro na gravidez. Para além de indicar qual a medicação a tomar, normalmente, o ginecologista também fornece algumas recomendações que deve seguir: beber muita água e realizar a higiene adequada na zona íntima.

A cistite supõe um risco durante a gravidez?
A cistite não expõe a mulher grávida a riscos específicos, mas é importante seguir as indicações do seu médico. Se a infeção for controlada através de medicação, deve reduzir-se em questão de poucos dias. Caso contrário, poderia agravar-se e propagar-se às vias urinárias superiores provocando uma pielonefrite, um problema grave que pode requerer hospitalização.

A cistite não expõe a mulher grávida a riscos específicos, mas é importante seguir as indicações do seu médico. Se a infeção for controlada através de medicação, deve reduzir-se em questão de poucos dias. Caso contrário, poderia agravar-se e propagar-se às vias urinárias superiores provocando uma pielonefrite, um problema grave que pode requerer hospitalização
5

A cistite supõe um risco durante a gravidez?
A cistite não expõe a mulher grávida a riscos específicos, mas é importante seguir as indicações do seu médico. Se a infeção for controlada através de medicação, deve reduzir-se em questão de poucos dias. Caso contrário, poderia agravar-se e propagar-se às vias urinárias superiores provocando uma pielonefrite, um problema grave que pode requerer hospitalização.

A cistite não expõe a mulher grávida a riscos específicos, mas é importante seguir as indicações do seu médico. Se a infeção for controlada através de medicação, deve reduzir-se em questão de poucos dias. Caso contrário, poderia agravar-se e propagar-se às vias urinárias superiores provocando uma pielonefrite, um problema grave que pode requerer hospitalização

Como preveni-la?
As regras para prevenir a cistite são simples e eficazes. Em primeiro lugar deve seguir uma higiene vaginal correta (lavar-se bem depois de ir à casa-de-banho e seguir os movimentos de limpeza da frente para trás, se for necessário utilize sabões específicos para a zona íntima, evite a retenção de urina durante demasiado tempo e siga uma alimentação que fomente o correto trânsito intestinal. É aconselhável comer, no mínimo, três peças de fruta e verdura por dia.

6

Como preveni-la?
As regras para prevenir a cistite são simples e eficazes. Em primeiro lugar deve seguir uma higiene vaginal correta (lavar-se bem depois de ir à casa-de-banho e seguir os movimentos de limpeza da frente para trás, se for necessário utilize sabões específicos para a zona íntima, evite a retenção de urina durante demasiado tempo e siga uma alimentação que fomente o correto trânsito intestinal. É aconselhável comer, no mínimo, três peças de fruta e verdura por dia.

Foto 1 de 6
1
2
3
4
5
6

Também lhe interessa

Cistite na gravidez: como agir? | O Meu Bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)

Registro