Mi bebé y yo

Vasectomia reversível. É possível?

( 0 votos) load
facebook twitter whatsapp

Fez uma vasectomia e agora gostava de voltar a ter filhos? Não se preocupe, agora a vasectomia é reversível graças à técnica da vasovasostomia! Explicamos-lhe em que consiste.

A vasectomia é um método contracetivo escolhido por muitos homens e que consiste numa operação simples na qual se interrompe a passagem dos espermatozoides por um canal muscular que impulsiona o esperma para fora, tornando a gravidez possível. Com a interrupção da passagem dos espermatozoides, a conceção não é possível e evita-se, assim, a gravidez.

A técnica cirúrgica da vasectomia não afeta o volume seminal e tem um pós-operatório confortável, com pouco desconforto e sem dores na maioria dos casos. A intervenção costuma durar entre 20 e 30 minutos.

(Também lhe interessa: Vasectomia: uma forma segura de não ter filhos)

A vasectomia já é reversível

Se realizou uma vasectomia e agora quer ter filhos outra vez não se preocupe pois atualmente a vasectomia já é reversível graças à técnica da vasovasostomia, que permite recuperar a fertilidade masculina em 90% a 95% dos casos.

A vasovasostomia reverte a operação realizada na vasectomia, unindo de novo os canais seccionados durante a vasectomia e, assim, permite de novo a passagem dos espermatozoides. Tal torna possível, de novo, a gravidez. Além disso trata-se de uma intervenção cirúrgica que não requer o ingresso num hospital e realiza-se com uma anestesia local. No entanto a intervenção, realizada por um urologista, é mais demorada e pode chegar a durar 4 horas.

Em que consiste a vasovasostomia

A vasovasostomia realiza-se através de alguns passos que o médico deve detalhar a cada paciente. Vejamos, segundo o site médico Salud y Medicinas (www.saludymedicinas.com), em que consistem:

  1. Em primeiro lugar, faz-se uma incisão para chegar ao ponto onde se praticou a vasectomia.
  2. Seccionam-se os extremos obturados e fazem-se cortes seriados no segmento proveniente do testículo até se verificar a saída de fluido espermático. Analisa-se o fluido no microscópio para observar a sua qualidade.
  3. Se há presença de espermatozoides, unem-se os extremos do canal seccionado durante a vasectomia através de uma técnica que é escolhida pelo cirurgião.

Uma vez realizada a vasovasostomia, e com o fim de saber se a intervenção teve o efeito desejado, costuma efetuar-se um espermograma (análise do sémen) passados três meses da operação. Este exame indica a probabilidade que existe de voltar a ter filhos depois da reversão da vasectomia. A fertilidade após este tipo de intervenção recupera-se num período que vai dos três aos oito meses. Embora exista a possibilidade de fracasso, cerca de 80% dos pacientes conseguem recuperar os espermatozoides e o sémen.

(Também lhe interessa: Espermograma: o que é e para que serve)

Também lhe interessa

Vasectomia reversível. É possível? | O Meu Bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)