Mi bebé y yo

Fibromialgia e gravidez: é possível?

( 0 votos) load
facebook twitter whatsapp

A fibromialgia é compatível com a gravidez? Sim, é, embora não existam estudos conclusivos que expliquem os seus possíveis efeitos negativos, tais como o aumento da dor, ou os positivos, pois há teorias que alegam que durante a gravidez diminuem os sintomas desta patologia.

Cerca de 90% dos pacientes diagnosticadas com fibromialgia são mulheres. Algumas delas, embora a grande maioria experimente esta doença depois da menopausa, padecem desta patologia precocemente, quando ainda estão a pensar em planear a sua vida familiar.

Fibromialgia e gravidez

Sendo assim, a pergunta é: pode ter-se filhos quando se tem diagnosticada fibromialgia? A resposta é sim, a fibromialgia não é incompatível com uma gravidez normal e com um bebé saudável. No entanto, a medicina ainda não investigou esta questão de modo a poder esclarecer o que se passa no corpo quando se desenvolve a fibromialgia nem porquê.

Apenas se pode falar de um estudo realizado há 20 anos na Noruega. Neste, observou-se a gravidez de mulheres completamente saudáveis e a das que sofriam de fibromialgia. A investigação demonstrou que as que padeciam desta patologia viam os seus sintomas agravados: reportavam um drástico aumento da dor, especialmente durante o terceiro trimestre de gravidez. Não obstante, os bebés nasciam saudáveis, a termo, e não havia qualquer tipo de complicação durante a gestação.  O estudo também revelou que o pós-parto se apresentava mais difícil: havia uma tendência notável a padecer de depressão pós-parto devido às dificuldades do mesmo.

Outros especialistas, não obstante, explicam que, durante a gravidez, os sintomas da fibromialgia diminuem devido a uma hormona ovárica chamada relaxina. Esta ajudaria a mitigar as dores em geral e, em consequência, a relaxar os músculos e fazer diminuir a dor crónica que provoca a fibromialgia.

(Também lhe interessa: Doenças na gravidez)

Pode-se amamentar se se sofrer de fibromialgia?

Sim, embora a dor muscular crónica da própria doença possa tornar esta prática difícil. Em função do grau de tolerância à dor e do estado da mamã, o médico vai poder aconselhá-la a amamentar ou não, embora esta seja uma decisão da mãe. Deve ter em conta que o melhor alimento para o seu bebé será sempre o leite materno, embora a mãe, por seu lado, também tenha de estar bem para cuidar do seu pequeno da melhor forma possível.

(Também lhe interessa: Como dar mama)

Deve suspender-se a medicação durante a gravidez e amamentação?

O médico terá de verificar em consciência toda a medicação prescrita para a fibromialgia e manter a que for mais segura para o seu bebé durante a gravidez e amamentação.

(Também lhe interessa: É perigoso tomar paracetamol na gravidez?)

Se está a pensar em ficar grávida e padece de fibromialgia, é aconselhável que consulte o seu médico ou ginecologista para que lhe dê todas as pautas necessárias para engravidar e ter uma gravidez normal.

Teve fibromialgia na gravidez? Como foi a sua experiência? Partilhe com as outras mamãs!

Também lhe interessa

Fibromialgia e gravidez: é possível? | O Meu Bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)