Mi bebé y yo

Omifin, um tratamento contra a infertilidade

( 0 votos) load
facebook twitter whatsapp

Se estás a fazer um tratamento para ficar grávida, talvez o nome Omifin te seja familiar. Este medicamento usa-se quando a infertilidade se relaciona com uma insuficiência ovulatória.

Omifin é um medicamento que os ginecologistas costumam prescrever para tratar casos de infertilidade na mulher devida a insuficiência ovulatória.

Por vezes a gravidez não chega de forma natural. Por isso, pode consultar-se um médico especialistas que proponha soluções para a infertilidade.

Há mulheres que, por diferentes motivos, têm um déficit ovulatório e a probabilidade de fecundação é baixa.

Um dos benefícios do Omifin para tratar a infertilidade é que, no caso de funcionar, não ser necessário recorrer a técnicas de reprodução assistida uma vez que o tratamento farmacológico terá sido suficiente.

Omifin 1

 

Quais os casos nos quais se pode recorrer ao Omifin

Omifin é um medicamento que pode tratar diferentes casos de infertilidade, que te passamos a enunciar.

Mas antes é importante lembrar que se trata de um fármaco e que, como tal, é o médico quem te deve dar todas as indicações respeitantes à sua administração.

Mulheres que não ovulam ou que têm dificuldade em ovular

A ovulação é um fenómeno natural para as mulheres, mas por vezes a natureza falha e a mulher produz menos óvulos do que os que seria esperado, em condições normais, ou simplesmente não ovula.

Omifin ajuda a estimular os ovários a produzir mais óvulos e conseguir assim aumentar a probabilidade de conceção.

Além disso, se a mulher já está a recorrer à fecundação assistida para conceber um filho, Omifin pode ajudar estes tratamentos a terem mais sucesso.

Ovulações irregulares

Se a ovulação é irregular, ou seja, não acontece a meio do ciclo, mas sim antes ou depois, a aspirante a futura mamã também pode recorrer ao tratamento com Omifin de estimulação ovárica.

Quando a mulher tem dificuldades em engravidar devido à ovulação, a irregularidade é um problema adicional, dado que calcular os dias férteis transforma-se numa missão mais difícil.

No entanto, existem sintomas de ovulação bastante claros, que te podem dar pistas sobre quando esta está a acontecer.

(Também te interessa: Testes de ovulação: resultam?)

Ovários policísticos

O síndroma dos ovários policísticos é uma doença na qual existe um desequilíbrio das hormonas sexuais femininas. Tal pode provocar alterações do ciclo menstrual, quistos nos ovários e dificuldade em conceber um bebé.

Os ovários policísticos relacionam-se com alterações hormonais que dificultam a libertação de óvulos maduros por parte dos ovários.

Fecundação in vitro

Tal como vimos, o Omifin só por si é um fármaco que pode estimular a produção de óvulos. Em muitas mulheres com problemas para engravidar, o uso do medicamento é suficiente para alcançar a ansiada gravidez.

No entanto, também no caso de ter sido necessário recorrer a técnicas de fecundação assistida, como a fecundação in vitro, Omifin pode ser uma ajuda de suporte ao tratamento principal.

(Também te interessa: Fecundação in vitro)

Infertilidade masculina

Omifin não é um fármaco que se usa apenas em casos de problemas de fertilidade da mulher. Também se usa como tratamento de apoio para determinados aspetos da fertilidade masculina.

Por exemplo, no caso da oligospermia, ter poucos espermatozoides, Omifin também serve para estimular a produção de espermatozoides.

Propriedades farmacológicas de Omifin e a sua relação com a gravidez

Uma das coisas que se tem de ter em conta quando se está a tomar Omifin é que, no caso de haver conceção, se poder ter uma gravidez múltipla de dois ou mais bebés.

É fundamental que seja o ginecologista a prescrever o tratamento com Omifin e a dose exata, para não haver desajustes do tratamento.

No caso de se tomar mais Omifin do que o devido, poderão ocorrer complicações como uma hipertrofia do ovário, ou seja, o ovário pode aumentar anormalmente de tamanho, caso no qual se teria de interromper o tratamento.

Em que casos Omifin é contraindicado

Omifin é contraindicado em alguns casos, como na endometriose, existência de quistos ováricos e, evidentemente, se a mulher estiver grávida.

Também se podem produzir efeitos secundários, como acontece com qualquer outro medicamento. Alguns destes efeitos indesejados são: atrofia do ovário, hemorragias, dor abdominal, problemas visuais, náuseas, secura vaginal ou ansiedade, entre outros.

Em qualquer caso, perante qualquer sintoma ou dúvida sobre o tratamento com Omifin, deves consultar imediatamente o teu ginecologista ou o médico que prescreveu o medicamento.

Omifin 2

Como atua Omifin

Em primeiro lugar, há que ter em conta que, ao começar um tratamento com Omifin, é aconselhável ter paciência e vivê-lo de forma relaxada. Em muitos casos, os nervos e a ânsia por ficar grávida joga contra nós.

Omifin contém citrato de clomifeno, que serve nos casos em que a ovulação é irregular ou nula, incluindo casos de ovário policístico.

Convém que destacar que este fármaco pode ser usado não só pelas mulheres como também nos casos de infertilidade masculina por oligospermia.

Este medicamento restringe a humidade das mucosas, o que ajuda à deslocação dos espermatozoides na altura em que a mulher ovula.

Não esqueçamos, no entanto, que Omifin é um tratamento que pode ser prescrito apenas por um médico quando existem problemas com a ovulação, pelo que não se deverá automedicar.

É importante ter claro que cada corpo é um mundo, e que nem todas as mulheres que recebem um tratamento reagem da mesma forma ao mesmo.

Como tal, não te compares com outras mulheres que estejam a seguir o mesmo tratamento que tu com Omifin pois a tua experiência não tem de ser igual à de outra pessoa.

....…

Seguiste algum tratamento com Omifin? Como foi ou está a ser a tua experiência?

 

Também lhe interessa

Omifin, tratamento contra a infertilidade | O Meu Bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)