scorecardresearch
Siga-nos
Mi bebé y yo
Doenças
Doenças

Esquisar doenças por inicial

a b c d e f g h i l m n o p q r s t u v

Gastroenterite nas crianças: causas, sintomas e tratamentos

facebook twitter whatsapp

A gastroenterite é uma das causas mais frequentes de diarreia nas crianças e que é necessário controlar, principalmente um dos seus sintomas: a desidratação. Quais são as causas, os sintomas e os tratamentos mais adequados para combater este problema?

A gastroenterite é uma infeção intestinal, que afeta o estômago ("gastro") e o intestino ("entero", que vem do grego). Inicialmente, manifesta-se através de perda de apetite e vómitos e, após 24 horas, também aparece diarreia. O problema mais grave da gastroenterite é a perda de líquidos e sais minerais expulsos nos vómitos.

(Também lhe interessa: Cólicas no bebé: Como identificá-las?)

Causas da gastroenterite

- É geralmente provocada por vírus, bactérias ou outros microrganismos que contaminam os alimentos e a água potável.

- Principalmente no verão, são frequentes os episódios de contaminação por salmonella, um microrganismo que se encontra, entre outros, no marisco proveniente de mares contaminados, nos alimentos cozinhados e deixados ao sol e nos alimentos congelados e descongelados mais que uma vez.

- Frequentemente, a carne pouco cozinhada dos hambúrgueres também se transforma num verdadeiro veículo de gérmenes.

- Por outro lado, e ainda que não sofram sintomas desta doença, aqueles que manipulam alimentos com as mãos sujas de pequenos restos de fezes, também podem estender o contágio com muita facilidade. Na verdade, são muitos aqueles que podem ser portadores saudáveis de gérmenes infeciosos transmitidos através das fezes.

- É extremamente fácil que as crianças tenham gastroenterite, já que esta é transmitida pelos alimentos contaminados, restos de fezes presentes nos brinquedos, pelas mãos dos companheiros de brincadeiras e inclusive pelas auxiliares dos infantários, que mudam dezenas de fraldas por dia.

Sintomas de gastroenterite: a desidratação

A desidratação é um dos principais sintomas de gastroenterite. Trata-se de uma perda de líquidos tão intensa que põe em perigo o equilíbrio hidrossalino do organismo, que atua em todos os intercâmbios entre células e sangue. O equilíbrio hidrossalino é particularmente vulnerável nos lactentes; já que o seu corpo é formado em grande parte por líquidos e, por razões complexas, também perdem estes líquidos com mais facilidade e velocidade do que os adultos.

Como tal, é importante reconhecer os sintomas da desidratação, que nunca é imediata e, portanto, pode ser tratada a tempo. Estes são os sintomas mais relevantes:

- Uma perda de peso entre 5-10% (acima de 10% a desidratação é grave).

- A fralda está seca por falta de produção de urina.

- Os lábios estão secos.

- A saliva é escassa.

- A criança tem olheiras.

- A criança está cansada e falta-lhe energia.

- Quando a pele da barriga é beliscada com os dedos, não volta à posição inicial.

Nestes casos, corre-se o risco de que o volume de sangue da criança diminua, até ao ponto de a tensão descer precipitadamente e os rins deixarem de funcionar. Um bebé de poucos meses pode desidratar-se em poucas horas, o que já não acontece em crianças entre os dois e os três anos.

Como reagir

Perante um episódio de desidratação é necessário administrar uma solução hidratante à criança ou oferecer-lhe água com uma pitada de sal dissolvida. Se a criança vomitar, a bebida deve ser administrada em colheradas: deste modo, a criança consegue reter a água no estômago mais facilmente. Se o bebé não consegue beber pelo sabor desagradável, pode dar-lhe apenas água.

(Também lhe interessa: Dor de barriga: sintomas, causas e tratamentos)

Quando procurar o pediatra

É necessário ir imediatamente às urgências, se:

- Há sangue nas fezes.

- Apresenta um ou mais sintomas de desidratação, por exemplo, se a fralda permanece seca durante mais de 4 a 6 horas seguidas. Nas urgências, ser-lhe-ão administrados líquidos por via endovenosa. Enquanto isso, é necessário que beba o máximo possível de solução hidratante, de 5 em 5 ou 10 em 10 minutos. Se vomitar, é necessário dar-lhe a bebida à colher.

Deve telefonar ao pediatra quando:

- A criança tem menos de seis meses

- A criança vomita, tem febre ou parece cansada e perdeu o apetite.

- Tem a língua seca e urina pouco.

- A diarreia repete-se sem diminuir durante mais de dois dias.

- Como consequência dos vómitos, a criança não bebe e não consegue reter os líquidos ingeridos.

(Também lhe interessa: Doenças de crianças)




Também lhe interessa

Gastroenterite infantil: sintomas, causas e tratamentos Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)

Registro