scorecardresearch
Siga-nos
Mi bebé y yo

Os erros mais frequentes na higiene do bebé

( 0 votos) load
facebook twitter whatsapp

Dão-se muitos erros em relação à higiene diária do bebé que podem ter consequências negativas, não apenas para a pele mas também para a saúde do bebé de modo geral. Vamos explicar-lhe tudo!

A pele do bebé é extremamente fina e vulnerável relativamente aos agentes agressores, como tal, a sua limpeza requer cuidados especiais. Não se trata apenas de escolher os produtos mais adequados para o bebé; hipoalergénicos e que respeitem o pH da sua pele, mas também da limpeza, que deve ser correta.

Se tem dúvidas sobre como dar banho a um recém-nascido, saiba que existem alguns erros a evitar para que o banho se torne numa experiência agradável para ambos.

  1. Na verdade existem muitos erros relacionados com a higiene diária do bebé, o que pode ter consequências negativas não só para a pele mas também para a saúde do bebé.

Erros estes que, por um lado, são muito fáceis de solucionar tendo em conta alguns conselhos.

 

 




Mimar o seu cabelo

Um dos erros mais habituais é o de não dar tempo suficiente ao champô para que este cumpra a sua função de limpeza, aplicando-se normalmente no fim do banho ou do duche. Pelo contrário, o produto deve ser aplicado no início do banho para que possa “repousar” sobre a cabeça do bebé durante 4 ou 5 minutos; lave-lhe o corpo e deixe que se divirta com brinquedos na água enquanto o champô atua.

 

1

Mimar o seu cabelo

Um dos erros mais habituais é o de não dar tempo suficiente ao champô para que este cumpra a sua função de limpeza, aplicando-se normalmente no fim do banho ou do duche. Pelo contrário, o produto deve ser aplicado no início do banho para que possa “repousar” sobre a cabeça do bebé durante 4 ou 5 minutos; lave-lhe o corpo e deixe que se divirta com brinquedos na água enquanto o champô atua.

 

Proteger a sua pele

A falta de higiene da pele (transpiração, pó, etc.) é um dos principais responsáveis pelo aparecimento de irritações mais ou menos intensas, que podem produzir prurido e, por consequência, fazer com que a criança se coce correndo o risco de provocar uma infecção nessa zona. Ainda que possa dar banho ao seu filho todos os dias (utilizando produtos específicos para bebés, hipoalergénicos e de pH neutro, para respeitar a delicada capa hidrolipídica que cobre a pele), muitos pediatras pensam que não é necessário dar-lhe banho diariamente, sempre que a higiene efetuada seja correta; especialmente nas zonas mais delicadas como os genitais e as pregas da pele. De qualquer modo, o senso comum e os hábitos do bebé irão permitir que se adapte às necessidades reais do seu filho. O banho pode fazer parte do “ritual de boa noite”, um momento de bem-estar para o bebé e que inclui toda a família.

2

Proteger a sua pele

A falta de higiene da pele (transpiração, pó, etc.) é um dos principais responsáveis pelo aparecimento de irritações mais ou menos intensas, que podem produzir prurido e, por consequência, fazer com que a criança se coce correndo o risco de provocar uma infecção nessa zona. Ainda que possa dar banho ao seu filho todos os dias (utilizando produtos específicos para bebés, hipoalergénicos e de pH neutro, para respeitar a delicada capa hidrolipídica que cobre a pele), muitos pediatras pensam que não é necessário dar-lhe banho diariamente, sempre que a higiene efetuada seja correta; especialmente nas zonas mais delicadas como os genitais e as pregas da pele. De qualquer modo, o senso comum e os hábitos do bebé irão permitir que se adapte às necessidades reais do seu filho. O banho pode fazer parte do “ritual de boa noite”, um momento de bem-estar para o bebé e que inclui toda a família.

A higiene dos genitais

No caso dos meninos, não se deve deslocar o prepúcio, a pele que cobre a glande, já que esta protege o interior do pénis e evita o aparecimento de infecções. Em relação à higiene das meninas, é costume encontrar vários erros: o primeiro é a lavagem da zona anal e posteriormente a zona vaginal; deste modo, as bactérias existentes no intestino passam para a vagina, com o consequente risco de provocar infecções ou irritações. Outro dos erros mais comuns diz respeito à roupa interior e calças demasiado justas, que podem irritar os genitais internos e externos.

3

A higiene dos genitais

No caso dos meninos, não se deve deslocar o prepúcio, a pele que cobre a glande, já que esta protege o interior do pénis e evita o aparecimento de infecções. Em relação à higiene das meninas, é costume encontrar vários erros: o primeiro é a lavagem da zona anal e posteriormente a zona vaginal; deste modo, as bactérias existentes no intestino passam para a vagina, com o consequente risco de provocar infecções ou irritações. Outro dos erros mais comuns diz respeito à roupa interior e calças demasiado justas, que podem irritar os genitais internos e externos.

Mãos e unhas sempre limpas

É preciso habituar a criança a lavá-las com frequência e, no mínimo, antes e depois das refeições, e ao voltar para casa depois do parque ou da escola. Ensine-lhe como o deve fazer, utilizando sempre sabão e esfregando as suas mãozinhas durante cerca de 30 segundos antes de as secar. Por outro lado, muitas das infecções de pele são provocadas pela sujidade das unhas da criança que, ao coçar-se, provoca pequenas feridas. Verifique as unhas do seu filho cerca de duas vezes por semana, e apenas uma vez para as unhas dos pés.

5

Mãos e unhas sempre limpas

É preciso habituar a criança a lavá-las com frequência e, no mínimo, antes e depois das refeições, e ao voltar para casa depois do parque ou da escola. Ensine-lhe como o deve fazer, utilizando sempre sabão e esfregando as suas mãozinhas durante cerca de 30 segundos antes de as secar. Por outro lado, muitas das infecções de pele são provocadas pela sujidade das unhas da criança que, ao coçar-se, provoca pequenas feridas. Verifique as unhas do seu filho cerca de duas vezes por semana, e apenas uma vez para as unhas dos pés.

Como limpar o seu narizinho

Especialmente se estiver congestionado, deve deitar o bebé de barriga para cima, virando-lhe a cabeça para um dos lados e mantendo-a bem segura, depois aplique-lhe um produto à base de água do mar ou soro fisiológico no orifício nasal superior. Deve repetir esta operação no outro orifício, virando-lhe a cabeça para o outro lado. Após 10 ou 20 segundos, pode levantar a criança para que termine de expulsar a mucosidade. Para eliminar os restos que possam permanecer nas fossas nasais pode utilizar um aspirador nasal.

6

Como limpar o seu narizinho

Especialmente se estiver congestionado, deve deitar o bebé de barriga para cima, virando-lhe a cabeça para um dos lados e mantendo-a bem segura, depois aplique-lhe um produto à base de água do mar ou soro fisiológico no orifício nasal superior. Deve repetir esta operação no outro orifício, virando-lhe a cabeça para o outro lado. Após 10 ou 20 segundos, pode levantar a criança para que termine de expulsar a mucosidade. Para eliminar os restos que possam permanecer nas fossas nasais pode utilizar um aspirador nasal.

Foto 1 de 5
1
2
3
5
6

Também lhe interessa

Os erros mais frequentes na higiene do bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)

Registro