Mi bebé y yo

Movimentos fetais na gravidez

( 0 votos) load
facebook twitter whatsapp

De borboleta, de peixinho, de futebolista… Os movimentos fetais na gravidez são sempre muito emocionantes para a mamã e, além disso, confirmam que está tudo bem com a gravidez. Quando é que se começam a notar e como são ao longo da gravidez?

Normalmente, ao início, os movimentos fetais são como um bater de asas de borboleta quase impercetível, que aparece e desaparece. Mas, para a futura mamã, é o primeiro sinal de que o bebé está na sua barriga e é sempre muito emocionante. Porque, embora a mamã o tenha podido ver na primeira ecografia, agora é o seu pequenino que se faz notar… Quer saber como mudam os movimentos fetais nos nove meses?

Movimentos fetais: quando começam

  • Os movimentos fetais costumam começar a notar-se por volta da 20ª semana de gestação, no caso do primeiro filho, e por volta da 18ª semana, se se trata do segundo filho, uma vez que o útero já está menos firme e encontra-se mais recetivo. O que se nota ao início é, na verdade, o útero que se move devido aos movimentos do bebé, mas não o bebé em si. Depois, pouco a pouco, começam a notar-se os alongamentos e os pequenos golpes, devidos aos movimentos do bebé. Mais tarde, a sensação de um peixinho que nada e, para finalizar, verdadeiros pontapés. Nalguns casos, tudo é acompanhado de sacudidelas rítmicas: trata-se de soluços que são causados… pelo bebé que está a aprender a engolir!

(Também lhe interessa: 20ª semana de gravidez: uma semana chave)

Movimentos fetais: o que indicam

  • Os movimentos fetais são um importante indicador de bem-estar, pelo que também o ginecologista, durante as ecografias, se assegura que são visíveis e que estão presentes: a sua diminuição é, de facto, um sintoma de sofrimento cardiovascular ou de problemas neuromusculares.

  • No entanto, há que ter em consideração que os movimentos fetais não são iguais para todas as futuras mamãs. Por exemplo, os movimentos dos bebés que estão posicionados com o dorso para o exterior são menos percetíveis, o que também acontece no caso dos bebés que estão em posição pélvica, que frequentemente têm os pezitos debaixo dos glúteos e não soltos.

  • Pelo contrário, os segundos filhos parecem ser muito mais ativos do que os primeiros, pois o útero da mamã oferece menos resistência aos seus pontapés. Pelo mesmo motivo, de noite, quanto a mamã está deitada na cama com os músculos relaxados, os movimentos fetais são mais frequentes.

Movimentos fetais no final da gravidez

  • No final da gravidez, os movimentos fetais tendem a diminuir porque o bebé tem menos espaço para dar as suas voltas ou para se esticar. No entanto, existe uma regra que podemos seguir: para saber se o bebé está bem, devem sentir-se os seus movimentos cerca de dez vezes ao longo do dia. Se durante duas ou três horas não se nota nada e as massagens na barriga não têm efeito, é aconselhável consultar o médico.

Também lhe interessa

Movimentos fetais na gravidez | O meu Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)