scorecardresearch
Siga-nos
Mi bebé y yo
Doenças
Doenças

Esquisar doenças por inicial

a b c d e f g h i l m n o p q r s t u v

Urticária na criança: o que fazer para a atenuar

facebook twitter whatsapp

A urticária manifesta-se na pele da criança através de manchas vermelhas e, por vezes, prurido ou ardor. Saiba em que consiste e quais as causas desta doença tão desagradável.

 A urticária na criança manifesta-se na pele através de manchas vermelhas e, por vezes, prurido ou ardor. O seu nome deriva da urtiga, uma planta que, ao ser tocada, produz umas características e irritantes manchas vermelhas na pele.

Sintomas da urticária

- Na pele da criança também podem aparecer umas pequenas bolhas brancas, em relevo, rodeadas por uma zona inflamada de cor vermelha.

- A inflamação afeta, principalmente, os braços, as pernas e o tórax, ainda que possa surgir em qualquer parte do corpo.

- O sintoma mais desagradável é o prurido (ardor) que, no entanto, nem sempre está presente. Os sintomas duram poucas horas, para depois reaparecer ao fim de 24-72 horas.

Causas da urticária

Apesar de ser uma doença de fácil diagnóstico, conhecer as suas causas é um dos problemas mais difíceis de resolver, sobretudo quando a urticária não é um episódio passageiro na criança, mas, pelo contrário, algo que permanece.

No entanto,conhecer a sua origem é necessário, não só para determinar o tratamento, mas, sobretudo, para a prevenir: evitando expor-se às suas causas, reduz visivelmente as probabilidades de a contrair.

Estas são as causas mais comuns que desencadeiam a urticária na criança:

- O roçar na pele: desde a ponta de um lápis que arranha a pele, ao contacto com um móvel, toalhas, mantas, uma pulseira, a correia do relógio, etc.

(Também lhe interessa: Dermatite Atópica)

- Um estímulo demasiado intenso. A exposição prolongada ao calor de um aquecedor ou de um radiador, um banho demasiado quente, o suor, alimentos picantes, um esforço físico intenso ou mesmo uma forte emoção, podem fazer surgir na pele da criança, após 2-10 minutos, pontinhos vermelhos rodeados de uma zona avermelhada que, no entanto, desaparecem em cerca de uma hora.

- O frio. Existe aquilo que se chama de “urticária de frio” e que é causada pelo contacto com água, ar ou objetos frios. Quanto mais baixa a temperatura for, tanto maior a reação, que surge ao fim de poucos segundos ou minutos e que, normalmente, só afeta a zona exposta.

- Os suplementos alimentares. São uma das principais causas de urticária nas crianças, em particular a crónica.

- Alguns alimentos como o leite, o peixe, a carne, os ovos, as favas, ou as nozes, podem causar urticária.

- Medicamentos. A penicilina, mas também o ácido acetilsalicílico e outros fármacos anti-inflamatórios, tornam as paredes do intestino mais permeáveis e podem, por isso, desencadear a urticária. A aspirina, um dos remédios mais usados no mundo, contém ácido acetilsalicílico.

- Infeções. Causadas tanto por bactérias como por vírus, ou fungos como a candida albicans; têm a urticária entre as suas manifestações.

- Fatores psicológicos. Não há um consenso em afirmar que a urticária possa ser causada por fatores psicológicos, mas, é certo que as emoções fortes podem tornar a criança mais sensível aos agentes irritantes que estão na origem da doença.

- Em alguns casos, a urticária é de origem hereditária.

Na maior parte dos casos, a urticária resolve-se em pouco tempo, sem necessidade de recorrer a tratamentos específicos. De qualquer modo, é importante registar as circunstâncias em que ocorreu, para orientar o pediatra no seu diagnóstico. Há que consultar o pediatra quando a urticária na criança é recorrente.

 

Quando procurar o pediatra

Pode ser preciso levar a criança às urgências se a crise de urticária for acompanhada de outros sintomas, por exemplo, se lhe custa a respirar ou a engolir. Enquanto espera para ser visto pelo médico, pode fazê-la chupar um pedaço de gelo. Também é aconselhável contactar o pediatra se:

- A urticária aparece de súbito, depois de a criança ter tomado um medicamento ou ter sido picada por um inseto

- A criança sente-se mal

- Tem febre

- Tem dores e inchaço nas extremidades

- O problema não melhora passados uns dias

- Os episódios de urticária são recorrentes e não se consegue identificar a causa




Também lhe interessa

Urticaria na criança: o que fazer para a atenuar | O Meu Bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)

Registro