scorecardresearch
Siga-nos
Mi bebé y yo
Doenças
Doenças

Esquisar doenças por inicial

a b c d e f g h i l m n o p q r s t u v

Alergias infantis: tipos, causas e tratamentos

facebook twitter whatsapp

Muitas das alergias dos seres humanos desenvolvem-se durante a primeira etapa de vida. Conhecê-las ajuda a preveni-las desde a infância. Quais são os tipos de alergia, as causas e os tratamentos mais eficazes?

As reações alérgicas são produzidas quando o organismo considera, erroneamente, que uma determinada substância é nociva, e como tal reage através de sintomas como: eczemas, urticária, problemas digestivos ou dificuldades respiratórias. A maioria das alergias desenvolve-se ao longo da primeira etapa da infância, o que significa que é possível prevenir o seu aparecimento através de bons hábitos de alimentação e higiene.

Principais fatores de alergia relativos ao meio ambiente

Aconselhamos a prestar especial atenção à casa. O pó acumulado nos móveis, o pelo dos animais de estimação e os edredons de penas costumam ser as causas mais frequentes de alergia. Para evitar que o seu filho tenha propensão a qualquer uma delas, deve arejar a casa diariamente e utilizar aspirador para acabar com o pó. Para reduzir a propagação dos ácaros do pó deve mudar os lençóis com frequência e pode usar colchões anti ácaros também é útil.

- O pó. É facilmente inalado porque está no ar e, portanto, as reações alérgicas são produzidas a nível do sistema respiratório (a rinite crónica e a asma). Os microscópicos ácaros também invadem a casa, escondendo-se entre os colchões e tapetes.

- O pólen. Transportado pelo vento ou pelos insetos, o pólen provoca reações alérgicas, principalmente entre os meses de abril e junho e entre setembro e outubro. Os sintomas mais habituais são os espirros e a irritação nos olhos.

Principais fatores de alergias alimentares

Com o fim de evitar as alergias alimentares, a recomendação principal é a de introduzir os alimentos sólidos, um de cada vez, na alimentação do bebé. Deste modo poderá identificar mais facilmente a causa de qualquer alergia alimentar produzida. No caso de existir um historial de alergias na família, é aconselhável adiar a introdução de alimentos sólidos na dieta do bebé até aos seis meses. De qualquer modo, consulte o pediatra.

- O leite de vaca. É a alergia mais habitual nas crianças e costuma iniciar-se quando o bebé começa a deixar de mamar. A diarreia, os vómitos e a urticária, são os sintomas mais frequentes. Se a criança tem alergia às proteínas do leite de vaca, deve exclui-la da sua alimentação.

- Os ovos. Os médicos aconselham não dar claras de ovo ao bebé durante o seu primeiro ano de vida. O ovo é um ingrediente presente em muitos alimentos e também nalgumas vacinas. Os sintomas da alergia ao ovo podem ser respiratórios ou cutâneos.

- O glúten. A intolerância ao glúten ou doença celíaca, afeta uma em cada 2.000 crianças. O glúten está presente no centeio, trigo, cevada, aveia e nos alimentos que contêm estes cereais. O sintoma mais habitual é a diarreia, acompanhada de estômago inchado.

(Também lhe interessa: Doenças de crianças)




Também lhe interessa

Alergias infantis: tipos, causas e tratamentos | O Meu Bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)

Registro