scorecardresearch
Siga-nos
Mi bebé y yo
Doenças
Doenças

Esquisar doenças por inicial

a b c d e f g h i l m n o p q r s t u v

Afasia infantil: causas, sintomas e tratamentos

facebook twitter whatsapp

Em que consiste exactamente a afasia infantil? Quais são as causas deste distúrbio de linguagem? Que tipos de afasia existem? Há tratamento? Neste artigo, damos-lhe soluções para todas as suas dúvidas.

A afasia é um distúrbio causado por lesões nas zonas do cérebro que controlam a linguagem, e que pode dificultar a escrita, a compreensão, a forma de expressão e a comunicação. A afasia faz parte dos distúrbios infantis de linguagem de carácter adquirido. Ou seja, não se trata de um distúrbio de processo evolutivo como aqueles que podem ser causados por surdez ou atraso mental. A afasia infantil é um distúrbio adquirido, o que significa que deriva de um traumatismo craniano, de um tumor ou doença infecciosa entre outras.

Quais são as causas da afasia infantil?

Ao nascer, o cérebro é extremamente frágil, principalmente nos bebés prematuros, o que facilita que sejam várias as causas que podem provocar uma lesão cerebral. É portanto nas lesões cerebrais que devemos procurar as causas da afasia infantil, que podem ser as seguintes:

  • Traumatismo craneoencefálico (TCE).
  • Tumores: os principais tumores infantis habitualmente surgem no cerebelo.
  • Infeções, como a encefalite (inflamação do cérebro).
  • Acidente vascular cerebral (AVC).
  • Anoxia cerebral aguda (falta de oxigénio no cérebro).
  • Hidrocefalia (acumulação excessiva de líquido no cérebro).
  • Epilepsia

(Também lhe interessa: Autismo: tudo o que deve saber)

Tipos de afasia infantil

Existem quatro tipos de afasia infantil:

  • ·Afasia expressiva: a criança sabe o que quer dizer, mas tem dificuldade em dizê-lo ou escrevê-lo.
  • · Afasia recetiva: a criança ouve a voz e pode ler uma história, mas não entende o sentido, nem do que lê, nem do que ouve.
  • ·Afasia anómica: a criança tem dificuldade na escolha das palavras corretas para descrever as coisas.
  • ·Afasia global: a criança não consegue falar, compreender o que se lhe diz, ler ou escrever.

Além do mais, a afasia infantil pode desenvolver-se em duas fases diferentes: antes do nascimento e depois do nascimento, dependendo do momento em que se deu a lesão. Portanto podemos distinguir entre afasia perinatal e afasia infantil adquirida.

  • ·Afasia infantil perinatal: a lesão cerebral dá-se durante a gravidez ou no momento do parto. Este tipo de lesões tem um prognóstico favorável a nível de aprendizagem da linguagem.
  • Afasia adquirida infantil: a lesão cerebral dá-se entre os dois e os 8 ou 9 anos, quando a linguagem já foi adquirida de modo parcial ou total.

Existe tratamento para a afasia?

Se a lesão sofrida é perinatal, focal e unilateral, não costuma ser necessária a intervenção do terapeuta da fala, embora se deva vigiar atentamente o desenvolvimento da linguagem da criança, para garantir que não aparecem outras dificuldades à medida que cresce e se desenvolve. Por outro lado, se a afasia for adquirida, a criança mantém algumas das suas capacidades sem problemas enquanto que outras sofrem alterações. Neste caso, o tratamento a seguir será indicado pelo especialista, já que depende do momento em que se deu a lesão cerebral, da idade da criança, dos seus pontos fortes, etc.

Em geral, se a afasia se produzir antes do primeiro ano de vida, a recuperação é considerada muito favorável. No caso das lesões focais e unilaterais, quanto mais pequena for a criança no momento em que se produz a lesão, melhor é o prognóstico graças à plasticidade cerebral. Pelo contrário, as lesões difusas, apresentam uma pior recuperação nos casos mais precoces, já que afetam o cérebro do bebé de um modo geral, e este é todavia bastante imaturo.

Portanto, podemos concluir que não existe um padrão único no défice linguístico da afasia infantil. As diferentes variações do distúrbio de linguagem, o seu prognóstico e tratamento, dependem de muitas variáveis: causas da afasia, idade da criança, dificuldades manifestadas na aprendizagem da linguagem, etc. O mais importante, em caso de suspeitar que o seu filho tem afasia, é consultar o médico, que, se considerar necessário, se encarregará de contactar um especialista.

 (Também lhe interessa: Doenças de crianças)

(Também lhe interessa: Desenvolvimento do bebé, mês a mês)




Também lhe interessa

Afasia infantil: causas, sintomas e tratamentos | O Meu Bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)

Registro