Mi bebé y yo

O que fazer com uma criança que se porta mal?

( 0 votos) load
facebook twitter whatsapp

O seu filho grita, dá pontapés ou não deixa de fazer travessuras? Quando o mau comportamento de uma criança não para, muitos se podem perguntar se o seu filho é “mau”, ou porque se porta tão mal. Neste artigo explicamos o que acontece.

Há muitos momentos em que as ações do seu filho lhe podem causar stress ou até raiva ao ponto de não o poder controlar adequadamente. Não obstante, deve saber que se trata de situações que acabam por acontecer à maioria dos progenitores. Como tal, não se preocupe pois, atualmente, existem muitas formas de lidar com a educação dos nossos filhos.

(Também lhe interessa: Educação com respeito)

Porque é que o meu filho se porta mal?

Chamar a atenção é o principal motivo de mau comportamento das crianças. A atitude agressiva ou inadequada faz parte do desenvolvimento normal de uma pessoa em idade infantil, pois responde à sua necessidade de explorar o ambiente, manter as suas primeiras relações pessoais ou dar rédea solta à sua infinita imaginação. E são precisamente as crianças especialmente audazes, corajosas e curiosas as que costumam receber os adjetivos de travessas, mexidas, irrequietas, terramotos, furacões ou até “más”.

De facto, na maior parte das vezes, quando uma criança se porta mal, está a fazê-lo de forma inconsciente. Como tal, devemos ter especial cuidado em tentar não etiquetar a criança como “má” ou submetê-la a constantes castigos.

(Também lhe interessa: O cantinho para pensar: quando e como usar)

Conselhos para entender as “crianças mal comportadas”

Uma vez que se identifique a atitude da criança como problemática, devemos ter claro que é muito provável que exista uma razão para que tal aconteça. Como pais, o nosso primeiro dever é esforçarmo-nos ao máximo para entender o nosso filho.

Uma criança comporta-se mal quando tem a necessidade de reagir a uma mudança de qualquer tipo. Muitas vezes trata-se de uma mudança que passa despercebida aos pais mas, em certas ocasiões, são mudanças que as afetam profundamente: o nascimento de um irmãozinho, uma mudança de escola, de casa, o aparecimento de uma alergia ou a identificação por parte de um médico de qualquer condição diferente, entre outras.

Nestes casos, é muito importante deslocar-se à escola para falar com o professor ou educador do seu filho para saber mais acerca do seu comportamento na aula, bem como perguntar quais as possíveis dificuldades que a criança pode estar a enfrentar no ambiente longe de casa: grupos de amigos, locais onde realize atividades extracurriculares, etc.

Também devemos ter em conta que, em determinadas alturas, a criança se porta mal devido à falta de educação por parte dos pais. Por isso, devemos perguntar-nos: “Estamos a ser demasiado permissivos?”, “Estamos a superproteger demasiado?”, “Devíamos ter mais paciência?”.

Se se sente a chegar ao limite com o seu filho, talvez o melhor seja pedir ajuda, seja conversando em foruns, procurando bibliografia especializada ou pedindo uma consulta num psicólogo infantil.

Também lhe interessa

O que fazer com uma criança que se porta mal? | O Meu Bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)