O meu bebé

Líquido livre na bolsa de Douglas. Quais são as características?

Se nos resultados de um exame médico foi encontrado líquido livre no fundo do saco de Douglas, não se deverá alarmar. Uma pequena quantidade de líquido é normal e apenas terá de se preocupar se, além de se apresentar um grande volume de líquido, tem também dores abdominais, pélvicas ou pélvico-perineais.

O fundo de saco de Douglas, bolsa de Douglas ou ainda a escavação retouterina é uma estrutura anatómica que consiste numa membrana que cobre a cavidade abdominal entre o reto e o útero nas mulheres, e entre a bexiga e o reto no caso dos homens. Esta membrana é formada por tecido conectivo denso e a sua principal função é a de suportar os órgãos.

(Também lhe interessa: Significado dos sonhos)

É normal ter líquido livre na bolsa de Douglas?

O fundo de saco de Douglas não costuma conter líquido livre, exceto durante o ciclo menstrual, altura em que é completamente normal ter uma escassa quantidade de líquido livre na bolsa de Douglas, concretamente entre um e cinco mililitros (a quantidade é maior durante o período de ovulação).

Por isso, geralmente, se a quantidade de líquido livre em Douglas é pequena, tal costuma significar uma rutura quística. No entanto, se uma mulher acumula quantidades superiores de líquido no fundo de saco de Douglas e apresenta dores, mal-estar pélvico, peritoneal ou de outro tipo, tal poderia ser sinal de algum tipo de transtorno ou perturbação ginecológica.

(Também lhe interessa: Fluxo vaginal e ovulação)

Também é verdade que, devido à forma, localização e outras características do fundo de saco de Douglas, esta é uma zona onde é comum a disseminação de patologias, tais como a endometriose, tumores, doença inflamatória pélvica, ascite, etc. Também é o sítio onde mais frequentemente se localiza uma gravidez ectópicadentro da cavidade peritoneal (embora a zona mais comum das gravidezes ectópicas seja a região da ampola da trompa de Falópio).

Deste modo, este facto apenas é preocupante quando o líquido na bolsa de Douglas se apresenta em grandes quantidades, pois nessa situação costuma ter um aspeto diferente, com sangue, parecendo inflamado, aquoso ou purulento. Nestes casos, deverá ser o seu médico quem, juntamente com outros exames clínicos e analisando os sintomas que apresentar e relatar na consulta, lhe irá fazer um diagnóstico com o tratamento mais adequado a seguir.

(Também lhe interessa: Melanoma: a mancha mais perigosa)

Também lhe interessa…