scorecardresearch
Siga-nos
Mi bebé y yo

Constipação na criança: sintomas, causas e tratamento

( 41 votos) load
facebook twitter whatsapp

A constipação é um dos transtornos mais típicos da chegada do outono e início da creche ou da escola. Ranho, tosse, febre, nariz tapado: são os sintomas mais frequentes. Como evitar o contágio e que tratamento seguir?

Os pequenos da casa são os mais afetados pelas constipações, sobretudo se já vão à escola ou à creche, onde a propagação de virus e bactérias está na ordem do dia.

Os virus das constipações são tão numerosos e diferentes entre si que podem afetar a saúde da criança, insclusivamente mais do que uma vez. As estatísticas indicam que, entre o outono e a primavera, os mais pequenos podem constipar-se até seis e oito vezes. Por esta razão, é importante que o bebé se recupere de uma forma adequada, só assim se poderá diminuir a possibilidade de que o bebé volte a adoecer e também de que se produzam complicações, como a otite.

 (Também lhe interessa: Otite infantil)

Sintomas de constipação na criança

A constipação manifesta-se através de uma série de sintomas:

- O espirro, um mecanismo de defesa do nariz que, desta forma, tenta eliminar o virus intruso.

- A rinorreia, que, na fase aguda de inflamação, é aquosa (o nariz tem pingo)  e que depois se transforma num muco amarelado e mais denso

- O congestionamento nasal, que obriga o bebé a manter a boca aberta e, em consequencia disso, provoca-lhe secura na garganta, o que acaba por alterar o sono do bebé

- Algumas vezes, também pode aparecer febre.

- A constipação dura, em média, uma semana e o próprio organismo é o responsável pela cura.

Tratamento da constipação em crianças

- O melhor tratamento e mais inóquo, são as lavagens nasais com uma solução fisiológica ou com do mar tratada, que ajudam a eliminar as secreções, facilitando assim a respiração. Podem encontrar-se em frascos monodose ou spray.

- Também se pode recorrer aos aspiradores nasais, que se conectam a um boquilha através da qual a mamã aspira delicadamente o muco do nariz: durante o processo, é imporante conseguir que o bebé fique quieto.

- No entanto, os medicamente de vasoconstrição em gotas estão desaconselhados (descongestionantes nasais)

- Se o bebé não tem febre e não espirra continuamente, pode levá-lo a dar um passeio (bem agasalhado) e, inclusivamente, levá-lo à creche.

É muito importante assegurar-se de não ter o nariz tapado, evitando que o muco chegue aos ouvidos e aos seios paranasais e se desenvolva uma otite ou uma sinusite. Para isso, além das lavagens nasais com uma solução fisiológica ou com água do mar tratada, deve:

- Dar um bom banho ao pequenote, enchendo a banheira com água quente primeiro e, depois, adicionando água fria, de maneira a que se produza uma grande quantidade de vapor. Isto ajudará a tornar o ranho mais fluido e a que se elimine mais facilmente.

- Humidificar o ambiente também é muito conveniente, sobretudo à noite, antes de o deitar.

(Também lhe interessa: Humidificador: tudo o que deves saber)

Dar de beber muitos liquidos à criança (água, sumos de fruta)

Quando ir ao pediatra com o bebé constipado

- Se a criança não tem febre, a não ser o nariz tapado e alguma onda de calor ocasional, mas se apresenta ativo e come com normalidade, não é preciso ir ao pediatra. Provavelmente, tem uma simples constipação de origem viral, que se irá resolver espontaneamente em 3-7 dias.

- Pelo contrário, se o bebé tem secreções nasais opacas, de cor amarela ou verde, tosse incessante, febre, mau estar e dificuldade para comer e dormir, é possível que sofra uma infeção bacteriana, mais incomodativa e persistente. Neste caso, é conveniente levá-lo ao pediatra, para que emita um diagnóstico mais preciso.

- Assim, deve prestar especial atenção no caso de o bebé ter menos de seis meses: é mais factível que uma constipação viral se complique com uma sobreinfeção bacteriana. Portanto, neste caso, é melhor ir ao pediatra, mesmo que os sintomas sejam mais leves.

(Te interesa: Doenças de crianças)




• Se a criança tem febre e não espirra continuamente, pode sempre sair de casa com ela e dar um passeio, desde que bem agasalhada. Pode até ir à creche ou à escola, neste caso. Tenha em atenção se o nariz não está congestionado, o que poderia provocar otite.

 

0

• Se a criança tem febre e não espirra continuamente, pode sempre sair de casa com ela e dar um passeio, desde que bem agasalhada. Pode até ir à creche ou à escola, neste caso. Tenha em atenção se o nariz não está congestionado, o que poderia provocar otite.

 

• Por este motivo, deves efetuar lavagens nasais à criança com soro fisiológico ou água do mar da farmácia
.• Para que o muco fique mais liquido e saia mais facilmente, é importante dar um banho de água quente e com bastante vapor na casa de banho
.• Humidificar o ambiente onde o bebé dorme também é importante, antes de o deitar

1

• Por este motivo, deves efetuar lavagens nasais à criança com soro fisiológico ou água do mar da farmácia
.• Para que o muco fique mais liquido e saia mais facilmente, é importante dar um banho de água quente e com bastante vapor na casa de banho
.• Humidificar o ambiente onde o bebé dorme também é importante, antes de o deitar

• É possível que a constipação desapareça normalmente com os anti-corpos do prórpio organismo ao fim de 1 semana

2

• É possível que a constipação desapareça normalmente com os anti-corpos do prórpio organismo ao fim de 1 semana

Foto 1 de 3
0
1
2

Também lhe interessa

Constipação na criança: sintomas, causas e tratamento | O Meu Bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)

Registro