scorecardresearch
Siga-nos
Mi bebé y yo
Doenças
Doenças

Esquisar doenças por inicial

a b c d e f g h i l m n o p q r s t u v

Pé chato: pode ser corrigido?

facebook twitter whatsapp

O seu filho tem o pé chato? Esta anomalia é bastante comum nas crianças mais pequenas. Hoje explicamos-lhe em que consiste e quais os tratamentos que podem ajudar a corrigir o problema.

Tem a sensação que o seu bebé tem o pé chato? Calma, nem sempre é preciso preocupar-se. À exceção das crianças que nascem com algum tipo de malformação nos pés, é muito importante saber que todos os bebés têm o pé chato (também conhecidos por pés chatos). Por esta razão, é inútil avaliar a existência do pé plano até decorrer um ano desde que a criança começou a andar, ou seja, aproximadamente aos dois anos.

(Também lhe interessa: Andarilhos para bebés: são prejudiciais?)

Chama-se pé chato, àquele em que não existe curvatura na planta do bé ou esta é muito baixa. Esta alteração é sempre acompanhada de calcanhar valgo: se pusermos a criança em pé, observamos, de trás, que os seus calcanhares estão rodados para fora, como a formar um triângulo com os pés. Atualmente, os cirurgiões ortopédicos consideram que esta posição identifica o pé chato, ainda que não se verifique aplanação da curva da plata do pé.

Mais de 90% do pé chato, observado em crianças de dois anos, tendem à cura espontânea. O que é devido ao desenvolvimento progressivo da musculatura dos pés, dos tornozelos e ligamentos da zona em questão.

Pé chato: rígido ou flexível?

Durante o diagnóstico do pé chato o pediatra avalia se os pés da criança são rígidos ou flexíveis. Para tal é utilizada uma simples manobra, que consiste em pôr a criança em bicos de pés e, observar de trás, se deste modo a posição do calcanhar se endireita e marca a curvatura da planta do pé. Se isto sucede, estamos perante um pé chato flexível ou pé chato fisiológico. De contrário, trata-se de um pé chato rígido. Neste caso será necessário realizar exames complementares, como uma radiografia ou, inclusive, um TAC, já que o mais provável é existir uma anomalia na estrutura dos ossos do pé (tarso) como uma fusão entre dois ossos ou o osso astrálago vertical. A origem do pé chato também pode ser neuromuscular: doenças do foro muscular, retração do tendão de Aquiles, etc. O pé plano rígido necessita de especial atenção. Com o tempo pode chegar a ser preciso um tratamento cirúrgico, ainda que esta seja uma situação excecional.

(Também lhe interessa: Doenças de crianças)




Também lhe interessa

Pé chato: pode ser corrigido? | O Meu Bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)

Registro