scorecardresearch
Siga-nos
Mi bebé y yo
Doenças
Doenças

Esquisar doenças por inicial

a b c d e f g h i l m n o p q r s t u v

Estenose hipertrófica do piloro: como afeta o bebé?

facebook twitter whatsapp

A estenose hipertrófica do piloro é o estreitamento da válvula que fecha a passagem entre o estômago e o intestino do bebé. Mas, de que modo afeta o bebé? O que devem fazer os pais?

A estenose do piloro é o estreitamento da válvula (chamada piloro) que fecha a passagem do estômago ao intestino delgado. Ou seja, no piloro aparece um inchaço em forma de azeitona que impede a passagem dos alimentos para o intestino do bebé.

A estenose hipertrófica do piloro manifesta-se entre os dias 20 e 50 da vida do bebé, e, no geral, afeta mais meninos do que meninas.

Quais são os sintomas

O primeiro sintoma são os vómitos, violentos e em jato: inicialmente são esporádicos e depois produzem-se após cada refeição. Normalmente a criança continua a ter bom apetite, porém, com o tempo, dá-se uma paragem no crescimento do bebé.

Como se diagnostica

A ecografia permite efetuar um diagnóstico seguro. Para resolver completamente a estenose pilórica hipertrófica, é necessária uma pequena intervenção cirúrgica. Passadas 8 a 12 horas, o bebé já se alimenta de forma regular.

Quando deve dirigir-se ao pediatra

Nos seguintes casos:

• Se há restos de sangue na regurgitação.

• Quando o bebé regurgita, tosse e parece estar sufocado.

• A criança não cresce de modo regular.

• Lamenta-se constantemente.

• Em algumas ocasiões vomita em jato.

(Também lhe interessa: Doenças de bebés)




Também lhe interessa

Estenose hipertrófica do piloro: como afeta o bebé? Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)

Registro