O meu bebé

“Cinderela”: uma história imprescindível para as crianças

A história da Cinderela diverte, estimula a imaginação e contribui para a educação das crianças. Procure um espaço na sua agenda e ofereça este momento de leitura aos seus filhos. Eles vão adorar!

Hoje em dia são muito os pais que continuam a mostrar aos seus filhos o clássico filme da Disney A Cinderela e, inclusivamente, os levam ao teatro para ver a versão musical do conto. Não obstante, como acontece em tantas outras obras, a versão mais tradicional de todas é o conto transmitido de forma oral às crianças durante gerações. Em seguida recuperamos a história da Cinderela ou Gata Borralheira, ao mesmo tempo que lhe damos os segredos para a contar aos seus filhos de uma forma apaixonante.

(Também lhe interessa: Histórias para dormir: as 10 melhores!)

Como explicar a história da Cinderela?

A história preferida do seu filho vai estar de acordo com a sua idade e personalidade. Tal como acontece com as cores, há histórias para todos os gostos. Neste caso, falamos da Gata Borralheira ou Cinderela porque é um clássico do qual as crianças nunca se cansam. Este conto tem todos os ingredientes de uma história tradicional: inclui a tão desejada magia por parta da “fada madrinha” e uma moral muito positiva, que diz que “tudo é possível”.

Uma vez que saiba a história da Cinderela ou que a tenha num livro, ou guardada num tablet ou telefone, deverá escolher se o quer ler ou narrar, sendo que o melhor é ir combinando as duas formas. Tenha em consideração que, narrada, a história é muito mais emocionante e mantem melhor a atenção da criança; por outro lado, uma história lida contribui para incutir nos nossos filhos o importantíssimo hábito de ler.

Escolha o melhor momento e usufrua da história da Cinderela

Há pais que, com a desculpa de não dispor de tempo suficiente, não costumam contar histórias aos seus filhos. No entanto, contar uma história apenas soma alguns minutos ao momento de deitar os nossos filhos e não pressupõe um grande sacrifício. Na verdade, segundo os especialistas, a hora de ir para a cama à noite é o mais oportuno para contar uma história. Aproveite esta rotina para criar um clima relaxado e longe de distrações e desfrutar de um momento de intimidade com o seu pequeno.

Na altura de contar a história, é fundamental gostar dela e emocionar-se, observando sempre a reação da criança, para ver a sua atitude: se se aborrece, se se emociona com algum pormenor, se adormeceu, etc. Em função da sua reação poderá adaptar o seu tom e gestos. A partir daqui, improvise, dramatize e ponha-se na pele da protagonista.

(Também lhe interessa: Histórias infantis: os melhores contos para que as crianças sonhem acordadas)

Nunca se cansa da “Cinderela”?

É normal que as crianças queiram repetir experiências de que gostaram: histórias, comidas, atividades, canções, etc. Lembre-se que a repetição faz parte do desenvolvimento normal de uma criança, favorece a memorização e a aprendizagem, além de lhe dar mais segurança porque pode antecipar o que vai acontecer. Se o seu filho gosta da Cinderela terá a sua atenção garantida por muitas noites!

(Também lhe interessa: Pequenas histórias infantis: as 6 mais originais!)

Também lhe interessa…