O meu bebé

A história d’ “Os sete cabritinhos”

Uma das histórias mais educativas e curiosas para os pequenos é o conto Os sete cabritinhos. A clássica história dos irmãos Grimm aborda o tema de deixar as crianças sozinhas em casa e o perigo que tal encerra.

A moral da história de Os sete cabritinhos lembra que se tem de prestar sempre atenção aos pais e nunca se deve confiar em estranhos. Mas, sobretudo, ensina que nunca se deve abrir a porta de casa a estranhos, por muito que eles possam insistir. As crianças adoram esta história, pois inclui partes alegres, tristes e um final feliz que não os vai deixar indiferentes.

(Também lhe interessa: Histórias infantis curtas: as 6 mais originais!)

O lobo e os sete cabritinhos

Era uma vez uma mamã cabra que vivia numa bonita casinha no bosque com os seus sete cabritinhos. Um dia, a mãe teve de sair, deixando os seus filhos sozinhos em casa. Todavia, antes de sair, avisou-os para não abrirem a porta a ninguém. Disse-lhes para terem muito cuidado com o lobo, pois este andava perto daquela zona do bosque.

A mamã cabra saiu de casa e passado pouco tempo os sete cabritinhos ouviram alguém a bater à porta. Ouviu-se uma voz que dizia: “Abram a porta, meus filhos. Sou a vossa mãe e voltei com um presente para cada um de vocês”. Mas os cabritinhos conseguiram ver as ferozes patas do lobo pela janela e disseram: “Vai-te embora! A nossa mãe não tem as patas pretas como as tuas!”.

O lobo foi-se embora, mas não demorou muito para voltar com as patas cobertas de farinha e gritou: “Abram a porta, meus filhos. Sou a vossa mãe e voltei com uma prenda para cada um de vocês”. Os sete cabritinhos gritaram ao mesmo tempo: “Primeiro mostra as tuas patas para sabermos se és a nossa mãe!”. O lobo mostrou a sua pata branca pela janela e os cabritinhos abriram a porta a pensar que era a sua mãe. Então o lobo entrou rapidamente em casa para os comer.

A mamã cabra chorou muito pelos seus filhos mas saiu à procura deles. Ao chegar ao prado onde dormia o lobo, conseguiu ver que na sua grande barriga havia qualquer coisa a mexer-se. Assim, pediu ao seu filho mais pequeno para trazer de casa uma tesoura, linha e agulha. Com tudo isto, conseguiu abrir a barriga do lobo e tirar os seus sete cabritinhos sãos e salvos. Encheu a barriga do lobo com pedras e coseu-a. Deste modo, os cabritinhos puderam voltar para casa com a sua querida mamã.

(Também lhe interessa: Histórias dos três porquinhos: veja o vídeo com o seu filho!)

(Também lhe interessa: Contos para ler ao seu filho consoante a sua idade)

Alguma vez contou a história “O lobo e os sete cabritinhos” aos seus filhos? Qual foi a parte da história de que mais gostaram? Conte-nos como foi!

Também lhe interessa…