Mi bebé y yo

Teste de depressão e como superar a depressão

( 0 votos) load
facebook twitter whatsapp

Sente-se triste e desmotivada? Não sabe se se trata de uma coisa passageira ou pode ser um início de depressão? Oferecemos-lhe um teste de depressão elaborado por especialistas que pode fazer rapidamente. E, se sofre de depressão, damos-lhe alguns conselhos para a superar.

A depressão é um transtorno mental que se caracteriza pela presença de uma tristeza persistente e uma perda de interesse em atividades que normalmente geram alegria na pessoa, e é acompanhada de uma incapacidade de levar a cabo as atividades diárias. É assim que a depressão é definida pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que nos últimos anos levou a cabo campanhas para dar a conhecer uma doença considerada tabu e da qual é necessário falar para que se trate convenientemente.

Existem diferentes tipos de depressão, entre os quais encontramos a depressão pós-parto, que afeta de forma transitória algumas mães e que se manifesta de forma semelhante à depressão comum. Também é habitual que algumas pessoas notem sintomas que possam indicar que sofrem de depressão depois do verão, com a chegada do ocaso, que representa o Outono, os dias que ficam mais pequenos e a volta à rotina depois das férias. Não obstante, a tristeza e a pouca vontade de fazer algo nem sempre são sintomas de depressão, podem representar apenas sensações passageiras. Sendo assim, como saber se está perante uma depressão?

Teste de depressão

Especialistas argentinos no campo da psicologia e da psiquiatria elaboraram recentemente, enquadrados no encontro “Enfrentar a doença através da cidadania saudável”, um teste de avaliação ou teste de depressão que permite aos profissionais que estão perante um paciente verificar se este sofre ou é suscetível de sofrer de uma depressão. O teste é constituído por 10 declarações. Se responder afirmativamente a mais de três das seguintes situações, não quer dizer que sofra de uma depressão, mas sim que deve estar alerta e considerar a necessidade de consultar um especialista.

Nos últimos sete dias:

  • Estou sempre triste.
  • Não consigo lidar com os problemas que me aparecem/fico facilmente assoberbada.
  • Tenho alterações de dono e/ou apetite.
  • Tenho incertezas acerca do futuro / o futuro parece-me vago e incerto.
  • Nada me parece importante ou tudo me parece demasiado importante.
  • Tenho sentimentos de culpa.
  • Baixei ou subi de peso sem fazer nada para tal.
  • Choro com facilidade.
  • O meu desejo sexual diminuiu.
  • Tenho tempo a mais para fazer tudo o que preciso.

(Também lhe interessa: 6 Perguntas sobre o pós-parto)

Como superar uma depressão

Se consultou um especialista e este lhe diagnosticou uma depressão, vai ser muito importante ter ajuda para a superar. Psicólogos do Centro de Psicologia Clínica Nicolás Moreno (Tudo sobre a psicose pós-parto) desenvolveram 1o pontos-chave para superar uma depressão.

  1. 1.Seja ativa

Quando uma pessoa está deprimida não tem ânimo nem vontade de fazer nada e é difícil passar a um estado ativo. No entanto, é importante fazê-lo, embora possa custar muito. Fazer atividades, como sair para dar um passeio diário, permite aumentar os níveis de energia física e mental, permite descansar melhor à noite e ajuda a mente a distrair-se dos pensamentos negativos obsessivos.

  1. 2.Seja positiva

Os pensamentos negativos costumam ter um caráter automático e semi-inconsciente, sendo muito breves mas muito prejudiciais. Por exemplo, quando uma pessoa pensa “sou burra”, ou “nunca vou conseguir isto”. Deve identificar estes pensamentos nocivos e substituí-los por outros de caráter realista, lógico, racional e positivo. Por exemplo, em vez de pensar “sou burra”, dizer “cometer um erro não significa que seja burra”.

  1. 3.Potencie a sua autoestima

É importante o desenvolvimento da autoestima com a finalidade de eliminar pensamentos autocríticos que não lhe vão trazer nada. Deve aprender a falar a si mesma de uma maneira respeitosa, dando-lhe o valor que tem pelo mero facto de ser uma pessoa. O tratar-se bem é fundamental para poder desenvolver a sua auto-estima.

  1. 4.Desenvolva a sua assertividade

A assertividade é a capacidade de saber defender-se de maneira não violenta face a pressões, exigências ou abusos dos outros. Ou seja, quando alguém lhe pedir uma coisa de forma abusiva, deve aprender a dizer “não”. Pôr em prática este tipo de respostas vai ajudá-la a desenvolver a sua assertividade.

  1. 5.Potencie a sua inteligência emocional

É de vital importância aprender a aceitar e tolerar os diferentes estados emocionais, embora estes possam ser negativos. Se sente ansiedade, tristeza, medo ou raiva e se pode “controlar” sem que estas emoções extravasem, será uma pessoa com uma boa capacidade de autocontrolo. Aprender a tolerar as emoções negativas permite-lhe disfrutar mais das positivas.

  1. 6.Aprenda a enfrentar as situações

É habitual no ser humano que se sinta em dificuldades ao ter de enfrentar certas situações por medo ou por estas gerarem mal-estar. São muitas as pessoas que perante uma situação que as faz sentirem-se inseguras têm uma resposta de evitamento. Por exemplo, perante o compromisso de uma relação de casal. É necessário aprender a enfrentar estas situações, algo mais fácil com a ajuda de um profissional.

  1. 7.Estabeleça objetivos

Uma das características mais típicas da depressão é a perda de interesse por alcançar objetivos. E, no entanto, as pessoas necessitam de ter metas, maiores ou menores, na vida para conseguir manter o entusiasmo. O saber estabelecer objetivos que façam sonhar é um importante estímulo para superar a depressão.

  1. 8.Aprenda a relaxar-se

Outra das técnicas mais ensinadas pelos psicólogos é o relaxamento, um processo básico para relaxar tensões musculares mas, principalmente, para aprender a deixar a mente em branco. O relaxamento do corpo é essencial para enfrentar a depressão, pois quando o organismo se encontra relaxado a sua maneira de pensar torna-se menos negativa, apreensiva, obsessiva ou rígida.

  1. 9.Aprenda a meditar

Nos últimos anos multiplicaram-se as investigações dos psicólogos sofre a efetividade da prática da meditação ou mindfulness e chegou-se à conclusão que os seus efeitos são muito valiosos para o tratamento da ansiedade, a obsessão e as recaídas de tipo depressivo, entre outros aspetos.

  1. 10.Aprenda a resolver os seus problemas

O saber solucionar os diferentes problemas aos quais a vida nos sujeita é algo que podemos aprender ou melhorar através de estratégias de solução de problemas. Trata-se de desenvolver a capacidade de saber avaliar adequadamente os prós e os contras que implicam qualquer tomada de decisão para poder escolher adequadamente.

(Também lhe interessa: Tudo sobre a psicose pós-parto)

Também lhe interessa

Teste de depressão e como superá-la | O Meu Bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)