Mi bebé y yo

Útero bicorne: conheça as suas implicações

( 0 votos) load
facebook twitter whatsapp

Sabe o que é o útero bicorne? Esta denominação refere-se à existência de uma membrana que divide o útero em dois segmentos. O Dr. Enrique Ripoll Espiau explica de que se trata.

O útero da mulher forma-se a partir de dois hemiúteros que se fundem no embrião humano antes de nascer, tendo como resultado o útero normal. Os úteros bicornes surgem quando, ao efetuar essa fusão na época fetal, esta não se realiza na sua totalidade e ficam dois cornos. Dependentemente da sua configuração, podem encontrar-se o útero em forma de coração (o mais leve), o útero bicorne em diferentes graus e o útero duplo, que mantém dois hemiúteros.

Os úteros bicornes apenas se podem diagnosticar mediante uma ecografia e quando o útero está vazio, pelo que se existe uma gravidez é praticamente impossível de diagnosticar. Ter o útero com esta configuração pode levar a um parto antes do termo.

Diagnóstico do útero bicorne

Normalmente a mulher não nota sintomas do útero bicorne, estes apenas se tornam evidentes durante a gravidez e parto. Por este motivo, não se pode tratar até que a mulher fique grávida. No entanto, algumas mulheres podem detetar alguns sinais que podem indicar um útero bicorne: dores abdominais, dores de menstruação fortes e ovulação dolorosa.

A ecografia ginecológica é a técnica mais habitual que se utiliza para visualizar a estrutura interna do feto em desenvolvimento durante a gravidez e pode ajudar a diagnosticar o útero bicorne. Também existem outras técnicas de deteção.

Tratamento a seguir

O tratamento do útero bicorne é possível com a correção cirúrgica do útero, através do uso de uma técnica denominada metroplastia. Trata-se de uma incisão transversal na cavidade uterina separada do útero, seguida de uma posterior reconstrução com uma incisão vertical em forma de um fecho de capas.

(Também lhe interessa: A forma da barriga e o sexo do bebé)

 

Também lhe interessa

Útero bicorne | O Meu Bebé Qual é a sua opinião?

Tem que se registrar para poder escrever um comentáro ou votar. Pode registrar-se aqui ou, se já tem conta, pode entrar.
ACEDER Á SUA CONTA
Memorizar-me
Entrar
REGISTAR-ME
JUNTE-SE À COMUNIDADE O MEU BEBÉ
REGISTE-SE GRÁTIS

Comentários (0)